MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
22/11/2017
25 de outubro de 2017 às 10h50 | Saúde

Academias da terceira idade vão melhorar qualidade de vida e auxiliar na prevenção de doenças em idosos

Três academias ainda devem ser instaladas e oito já foram entregues

Por: PMCG
Divulgação/PMCG

O secretário de Saúde Marcelo Vilela visitou as instalações de duas academias da Terceira Idade (ATI), anexas às unidades de saúde dos bairros Ana Maria do Couto e Sírio Libanês, que em breve serão inauguradas oficialmente, beneficiando milhares de pessoas e auxiliando na melhoria da qualidade de vida e na prevenção de doenças, principalmente dos idosos.

A implantação das academias é fruto de convênio firmado entre a Secretaria Estadual de Saúde (SES) e a Prefeitura Municipal de Campo Grande em 2014, com investimento total na ordem de R$ 43 mil e graças ao empenho da atual administração serão entregues à população. Outras três academias ainda devem ser instaladas e oito já foram entregues.

As ATIs contam com equipamentos como simuladores de pedalada, de caminhada e de esqui, que permitem realizar exercícios leves, mas que trazem inúmeros benefícios.

Médico por formação, o secretário de Saúde Marcelo Vilela explica que ao se exercitar, o idoso consegue diminuir a velocidade da perda de massa muscular e de densidade óssea gerada pelo envelhecimento.

“O exercício físico propicia ainda a melhora da capacidade pulmonar e a maior resistência a quedas.  Com o músculo forte, o idoso tem mais equilíbrio e consegue se apoiar ao cair”, diz.

Outros pontos positivos das ATI’s são o contato com a natureza e a socialização com pessoas da mesma idade.  Na Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) Sírio Libanês, cerca de 20 idosos já fazem o acompanhamento, e com o funcionamento da academia, a expectativa é de que este público aumente, segundo a gerente Elizandra Rospide.

Outros benefícios

As academias ao ar livre têm sido implantadas nos bairros e têm por objetivo estimular a prática de atividades físicas na população adulta e idosa, promovendo a melhoria da qualidade de vida do idoso resultando a melhora das Atividades de Vida Diária – AVD´s que contribuem também para o nível de independência e pode afetar diretamente a auto-estima. Este conjunto de efeitos melhora sua imagem corporal, diminuir estresse, e melhora a socialização.

Sendo assim, espera-se que a difusão dos resultados alcançados com o uso das ATI´s possa levar a um aumento dos estudos voltados para esse grupo populacional, no sentido de preparar a sociedade brasileira para um envelhecimento mais saudável.

A proposta da implantação Anexa às UBSF visa à configuração como equipamento de saúde e captação de recursos para custeio SUS.

 

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas