MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
24/09/2017
17 de abril de 2016 às 11h39 | Política

Após impasse, ordem de votação do impeachment seguirá alternância entre norte e sul

Ordem foi questionada por deputados e impasse foi para o STF

Por: Da Redação

Depois da lista ser questionada no plenário e no Supremo Tribunal Federal (STF), a Câmara dos Deputados seguirá neste domingo (17) a alternância entre norte e sul das 27 unidades federativas. Primeiro, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), decidiu que a ordem seria do sul para o norte, baseado na votação que elegeu Severino Cavalcanti presidente da Câmara em 2005, que na ocasião, teve ordem do norte para o sul.

Alguns deputados protestaram, e o impasse foi ao STF, que decidiu manter a ordem já definida. Antes do julgamento na Corte, Cunha voltou atrás e decidiu que a votação começaria no norte, passando pelo sul, e assim sucessivamente. Nessa ordem, Mato Grosso do Sul será o sétimo a votar.

A ordem de chamada dos estados será a seguinte: Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Amapá, Pará, Paraná, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Rondônia, Goiás, Distrito Federal, Acre, Tocantins, Mato Grosso, São Paulo, Maranhão, Ceará, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Piauí, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Bahia, Sergipe e Alagoas. Dentro de cada estado, a chamada de deputados será feita por ordem alfabética. Com isso, o primeiro sul-mato-grossense a votar será Carlos Marun (PMDB).

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas