MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
20/11/2017
27 de maio de 2016 às 13h37 | Saúde

Caravana da Saúde atinge a marca de 30 mil cirurgias oftalmológicas em Campo Grande

A Caravana segue seus atendimentos no Albano Franco até o dia 29 de maio (domingo)

Por: NotíciasMS
Divulgação/NotíciasMS

A Caravana da Saúde atingiu ontem (26) a marca das 30 mil cirurgias oftalmológicas realizadas desde a sua primeira edição realizada no município de Coxim no ano passado. A Caravana, que está em sua última edição no município de Campo Grande, realizou uma homenagem ao paciente número 30 mil, que representa uma marca histórica no atendimento em saúde de Mato Grosso do Sul.

Há mais de 20 anos com dificuldades em poder enxergar, a aposentada Ramona de Oliveira Martins, 74 anos já havia deixado de lado o interesse em procurar um tratamento para a sua catarata. Para ela, a demora em se conseguir a confirmação de um tratamento é o maior transtorno para um paciente que acaba desistindo no meio do processo.

"Eu fiz vários exames, mas muitos deles demoravam para sair, então deixei de lado. O médico disse para usar óculos, mas com o tempo eles perderam o efeito e a catarata acabou ficando pior", lamentou.

Moradora no assentamento Eldorado Part, a 22 quilômetros do município de Sidrolândia, Ramona destacou a dificuldade nas atividades do dia a dia conforme o avanço da catarata. Para ela, a visão embaçada a privou de suas leituras diárias da bíblia e também atrapalhou na sua rotina.

"O que eu mais gostava de fazer era ler a bíblia, e isso eu não pude mais por causa da catarata. Eu tinha que colocar o livro perto dos olhos para enxergar alguma coisa, era muito ruim. Comigo não tinha como parar de trabalhar, ainda hoje faço as atividades de casa e da roça, mesmo com o problema de visão. Eu sei que é algo ruim, mas não posso parar. Nesses casos eu rezava para que tudo ocorresse bem" afirmou.

Quando questionada sobre a ansiedade em estar fazendo a cirurgia do segundo olho, Ramona disse estar tranquila, pois confiava no resultado do procedimento. "Não tenho medo. Muito pelo contrário, estou feliz em poder ter a chance de enxergar novamente, graças a este trabalho da Caravana", disse Ramona antes de subir para o centro cirúrgico. Ao descer do centro cirúrgico, Ramona foi aplaudida pelas equipes da Caravana da Saúde e pacientes.

Para o médico e coordenador da Caravana da Saúde, Marcelo Mello, as cirurgias representam as ações de saúde sendo devidamente aplicadas para a população e mostram o tamanho do alcance dos serviços em Mato Grosso do Sul. "É um trabalho constante em atender as demandas de saúde que a população necessita, estamos nos esforçando nesta ação pela Caravana da Saúde. É uma honra chegarmos a este índice de cirurgia, o que mostra a eficiência dos atendimentos oferecidos para a população atendida na Caravana da Saúde", afirmou o coordenador.

A Caravana da Saúde segue seus atendimentos no Centro de Convenções Albano Franco até o dia 29 de maio (domingo). No sábado e domingo (28 e 29) acontece o último final de semana de mobilização com atendimentos das 46 instituições parceiras. Em seguida os atendimentos oftalmológicos da Caravana seguem para o pátio do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul a partir do dia 6 de junho

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas