MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
23/04/2018
17 de fevereiro de 2018 às 09h18 | Geral

Cidades da região norte de MS sobem na avaliação do Mapa do Turismo

Mapa do Turismo avalia os investimentos e estrutura neste setor

Por: Da Redação

Os municípios da região norte de Mato Grosso do Sul melhoraram avaliação, nas categorias do Mapa do Turismo Brasileiro, que é organizado pelo governo federal. De acordo com a Fundtur (Fundação de Turismo de MS), cinco das sete cidades desta rota cresceram neste setor.

"Isto é sinal de que a nossa política de priorização de destinos está dando certo, pois assim temos mais condições de fomentar o desenvolvimento dos municípios que realmente têm interesse em trabalhar o turismo como atividade econômica", disse o diretor-presidente da Fundtur, Bruno Wendling.

Este Mapa do Turismo é um instrumento que destaca que municípios adotam o turismo como estratégia de desenvolvimento e norteia a definição de políticas públicas para o setor. Também serve como referência para direcionamento de verbas federais. No ano passado ele tinha o registro de 3.285 cidades, em 328 regiões turísticas em todo Brasil.

Mato Grosso do Sul diminuiu o número de participantes, tendo neste momento 47 municípios, dos 60 que eram avaliados no ano anterior. O Ministério do Turismo usa esta ferramenta para saber que cidades estão se estruturando para trabalhar com esta forma de economia, criando condições adequadas.

Reclamação

As autoridades de Mato Grosso do Sul estão questionando a classificação da cidade de Bonito, que é um dos maiores pontos turísticos do Estado. O município foi colocado na categoria "B", no entanto existe o entendimento que deveria estar na categoria "A", por preencher os requisitos sobre ecoturismo, número de empregos, setor de hospedagem e fluxo de turistas.

“Temos dados reais e válidos do Observatório de Turismo de Bonito, de quem somos parceiros, que nos mostram que Bonito já deveria estar na categoria “A” há muito tempo e que comprovam o merecimento da categoria máxima", disse Wendling.

 

A Fundação de Turismo de MS inclusive enviou um ofício ao ministro do Turismo, Marx Beltrão, para que este resultado seja revisto, de acordo com os dados que foram enviados para instituição.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas