MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
19/11/2017
22 de julho de 2016 às 11h31 | Geral

Colheita do milho 2ª safra chega a 15% das lavouras

Estado comercializou 58,13% da safra 2015/16 de milho até o último dia 18

Por: Da Redação

Colheita do milho segunda safra chega a 14,8% das lavouras plantadas, de acordo com o Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio (Siga MS), ferramenta desenvolvida pela Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS). Os números foram divulgados nesta quarta-feira (20) pela entidade.

Em relação às negociações, a venda de milho safrinha está avançada no Estado. Mato Grosso do Sul comercializou 58,13% da safra 2015/16 do cereal até o último dia 18, segunda-feira. No mesmo período de 2015, o volume negociado era de 42,5%, segundo dados da Granos Corretora.

A comercialização da safra de soja 2015/16 também está avançada, sendo que o montante vendido até o dia 18 deste mês foi de 81,20%. Já na safra de 2014/2015, o valor era de 74% para a mesma data.

Áreas de colheita

As vendas de milho se tratam de comercializações antecipadas, uma vez que o milho começou a ser colhido no Estado há cerca de um mês. Até o dia 15, última sexta-feira, 14,8% da área havia sido colhida, sendo que a região norte de Mato Grosso do Sul é a que se encontra com percentual mais avançado: 17% da lavoura colhida. No sul, 16% dos grãos plantados foram colhidos e, na região central, 9,9%.

A projeção de área plantada de milho permanece em 1,740 milhão de hectares. Já a estimativa de produção é de 6,2 milhões de toneladas, com produtividade média de 59,9 sc/ha. Esses números indicam que, em relação à safra de milho 2014/15, configura-se queda de 31,83% na produção, uma vez que o Estado produziu 9,1 milhões de toneladas na última safra.

Perdas

No que diz respeito à produtividade, o déficit é ainda maior, de 32,16%, já que na safra de milho 2014/15 foi alcançada média de 88,3 sacas por hectare. Já a estimativa atual é de 59,9 sacas por hectare.

A queda acentuada na estimativa de produtividade se deve a fatores climáticos, principalmente a ocorrência recente de geadas em diferentes pontos de Mato Grosso do Sul. Esse fenômeno pode ter impactado diretamente 208 mil hectares de plantações de milho segunda safra, principalmente em municípios do extremo sul do Estado, como Laguna Carapã, Ponta Porã, Amambai, Caarapó, Antônio João, Aral Moreira, e ainda municípios do centro-sul, como Sidrolândia e Rio Brilhante.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas