MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
03/03/2021
16 de dezembro de 2020 às 09h01 | Saúde

Com 1,5 milhão de mosquito com Wolbachia soltos, MS entra em nova fase no combate à Dengue

Quanto a Biofábrica, Geraldo Resende afirma que ela representa um marco histórico no enfrentamento às arborviroses em Mato Grosso do Sul.

Por: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul
Sete bairros de Campo Grande receberam 1,5 milhão de mosquitos com Wolbachia que foram soltos na última semana, que marcou a inauguração da Biofábrica, instalada na sede do Laboratório Central de Mato Grosso do Sul (Lacen/MS), espaço cedido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde. A Biofábrica foi equipada pelo WMP Brasil/Fiocruz, com recursos do Ministério da Saúde, e conta com uma equipe cedida pela Sesau. As liberações ocorrerão uma vez por semana, em cada bairro, por 16 semanas. As rotas são completadas a cada sexta-feira. Além do Aero Rancho, as liberações ocorreram nos bairros: Guanandi, Batistão, Centenário, Coophavila II, Tijuca e Lageado. Nestes bairros, os wolbitos - como são chamados os mosquitos - serão liberados por agentes de saúde. As liberações ocorrerão no período da manhã e serão feitas por meio de veículos cedidos pela SES. Para o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, a iniciativa representa um verdadeiro alívio para Mato Grosso do Sul, que sofre com a doença há muitos anos. “Com os investimentos na ciência e na pesquisa, como o Governo de MS tem feito, poderemos encontrar soluções para combater eventuais epidemias. Mas nós queremos expandir este projeto do Método Wolbachia para outras cidades sul-mato-grossenses como Corumbá, Três Lagoas, Dourados e Ponta Porã”.
Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas