MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
23/08/2017
05 de junho de 2017 às 08h11 | Política

Com 51% dos votos Carlos Pelegrini (PMDB) é eleito prefeito de Tacuru

Eleição suplementar foi realizada depois que TSE indeferiu registros dos eleitos em 2016

Por: Da Redação
Ponta Porã Informa

Carlos Alberto Pelegrini (PMDB) foi eleito prefeito de Tacuru neste domingo (4), nas eleições suplementares do município. O resultado foi confirmado às 17h26 (horário local), com 100% das urnas apuradas. O candidato peemedebista teve 2.672 votos válidos, o que corresponde a 51%. Paulo Sergio Lopes Mello (PP) teve 2.567 votos, o que corresponde a 49%. Ao todo, 5.366 eleitores comparecem às urnas (75,96%) e 1.698 (24,04%) se ausentaram. As eleições suplementares registraram ainda 39 votos brancos (0,73%) e 88 votos nulos (1,64%).

A campanha

O novo pleito foi marcado depois que o prefeito eleito em 2016, Claudio Rocha Barcelos (PR) e o vice-prefeito eleito Adailton de Oliveira (PSDB), tiveram, definitivamente, os registros de candidatura indeferidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Desde o início de 2017, a cidade estava sob a administração interina do presidente da Câmara, Paulo Sergio Lopes Mello (PP), que também disputou a eleição.

Na semana que antecedeu a votação, a candidata a vice-prefeita da chapa de Mello teve o carro atingido por tiros quando voltava de uma reunião política.

Logo após votar nesta manhã o candidato vitorioso já se mostrava preocupado com a geração de emprego e renda no município. "Os desafios serão muitos. Mas nós temos que atuar em todas as áreas. Somos sabedores que nosso município hoje o maior empregador é a prefeitura. Mas nós não vamos só atuar apenas na geração de emprego e renda. Nós temos a habitação. Enfim, são muitos desafios", disse.

Propostas

Durante a campanha Pelegrini apresentou como prioridades de sua gestão prosseguir na articulação com outros poderes e o setor privado para a geração de emprego e renda no município e em parceria com a Câmara de Vereadores reestruturar a legislação da cidade no que se refere ao estatuto do servidor e a lei orgânica.

Para a educação, propôs a implementação das medidas previstas no Plano Municipal de Educação; na saúde, revelou que pretende aprimorar a atenção básica; na agricultura e pecuária, fortalecer os incentivos aos produtores rurais; no meio ambiente, apoiar projetos de recuperação de áreas degradadas; na área indígena, fortalecer o apoio para a produção agrícola nas aldeias e na infraestrutura, viabilizar a implantação do aterro sanitário, entre várias outras ações.

Biografia

Pelegrini tem 45 anos e nasceu em Cianorte, no Paraná. Ele é casado e tem dois filhos. É professor por formação. Há mais de 25 anos é funcionário público municipal. Trabalhou em sala de aula ministrando a disciplina de geografia e depois cedido a outros órgãos do município, como a contabilidade, e por último, cedido para a exatoria, do governo do estado. Na vida pública, foi vereador por dois mandados consecutivos e disputou a eleição em 2016, ficando em segundo lugar.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas