MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
25/05/2019
26 de março de 2019 às 12h45 | Geral

Com incentivo da prefeitura, mais 192 famílias terão a casa própria em 2020

O residencial está localizado na Avenida dos Cafezais, no Bairro Jardim Paulo Coelho Machado

Por: PMCG
Divulgação/PMCG

O sonho da casa própria está mais próximo de se realizar para quase 200 famílias. Até o final de abril do ano que vem, 192 moradias serão entregues em Campo Grande. Na manhã desta terça-feira (26), o prefeito Marquinhos Trad visitou as unidades habitacionais que estão em construção no Residencial Armando Tibana e comemorou as obras em parceria com o Governo Federal e Estadual.

“Campo Grande ficou cinco anos sem investimento em habitação e hoje temos mais de 2 mil moradias em construção. Visitar essa obra e ver que está tudo correndo como planejado e previsto, me deixa muito feliz. São mais famílias que poderão realizar seus sonhos”, disse o prefeito.

O residencial, localizado na Avenida dos Cafezais, no Bairro Jardim Paulo Coelho Machado, conta com 192 apartamentos, divididos em 12 blocos e faz parte do programa Minha Casa Minha Vida Entidades para atendimento a famílias com renda familiar mensal de até R$ 1.8 mil. Os trâmites são dirigidos pela Conssol (Sistema Integrado de Economia Solidária). Esta é a primeira vez que Campo Grande tem acesso ao programa e recursos do FDS (Fundo de Desenvolvimento Social).

“Nós já temos mais de mil unidades entregues no interior do Estado e sempre quisemos vir para a Capital, mas nunca conseguimos. Os outros prefeitos, infelizmente, não se atentaram ao programa. Então, temos que parabenizar a atual gestão pelo apoio, incentivo e força de vontade”, pontuou o direto da Conssol, Auro Silva.

A área para construção foi avaliada em mais de R$ 2 milhões e doada pela Prefeitura. Além disso, a a atual gestão vai investir quase R$ 300 mil reais na infraestrutura externa do residencial, com obras de asfalto, drenagem e esgoto. “Atualmente, estamos com 2.078 moradias em construção e visitar locais como estes, com esse significado, depois de Campo Grande passar tanto tempo estagnada, nos deixa muito feliz”, concluiu o diretor-presidente da Emha, Enéas José Carvalho Neto.

A visita contou ainda com a presença de cerca de 60 alunos dos cursos de Arquitetura & Urbanismo e Engenharia Civil da Uniderp para acompanhar o andamento da obra. O contrato de posse das unidades habitacionais foi assinado em maio do ano passado e a previsão é que o residencial seja entregue até o final de abril de 2020.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas