MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
11/12/2017
02 de fevereiro de 2017 às 15h33 | Política

Com reforma administrativa, Assembleia contribui para equilíbrio fiscal de MS

Mochi e Azambuja: união dos Poderes é determinante para desenvolvimento de MS

Por: Da Redação

Durante a solenidade de abertura da 3ª Sessão Legislativa da 10ª Legislatura, realizada na manhã desta quinta-feira (2), o presidente do Parlamento Sul-Mato-Grossense, deputado Junior Mochi (PMDB), anunciou uma reestruturação administrativa no Poder Legislativo. Na próxima semana, a Mesa Diretora apresentará uma proposta para reformulação no quadro dos comissionados, visando redução de despesas e qualificação dos servidores.  

O presidente ressaltou que o momento exige uma mudança de comportamento e um comprometimento com o limite de gastos. “A sociedade não suporta mais a ampliação da carga tributária. Portanto, é necessário olhar para dentro, ou seja, cortar despesas e enxugar a máquina. A Mesa Diretora irá apresentar o projeto de reforma administrativa da Assembleia Legislativa para que tenhamos um corte de um quarto dos cargos comissionados, dessa forma, também reduziremos em torno de 25% das despesas relacionadas às funções comissionadas”, explica.

De acordo com o Mochi, no Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos servidores do quadro permanente de pessoal da Assembleia existem 52 nomenclaturas, o que gera dificuldade na gestão. “Para que as questões funcionais sejam mais ágeis e transparentes queremos restringir este número para no máximo 12. Cada passo que demos e iremos dar é para modernizar as práticas administrativas e melhorar o controle de gastos”. Com as mudanças, o Legislativo pretende economizar R$ 300 mil por mês.

Entre as novidades, Mochi também comentou sobre o acesso do cidadão às atividades legislativas. “Vamos implantar a TV Aberta e criar novas possibilidades de comunicação, por meio das redes sociais e da rede mundial de computadores. Vamos oferecer qualificação aos servidores. Se desejamos um Estado forte, progressista e justo, temos o dever de nos equiparmos em meios e recursos humanos que nos permitam atuar como protagonistas desse processo”.    

Em seu discurso, o presidente destacou ainda que a Assembleia atuará como casa de soluções. “Consolidamos como a casa de debates, amparando os anseios da população. Chegou a hora de nos tornarmos uma casa de soluções, buscando alternativas e consolidando conquistas que representem efetivamente uma vida melhor para nossa gente. Segurança pública, saúde humanizada, educação de qualidade, fortalecimento do pacto federativo e o desenvolvimento econômico, político e social é o que desejamos para Mato Grosso do Sul”, afirmou.

Ao final da solenidade, Mochi solicitou a indicação das lideranças e membros das Comissões Técnicas e convocou Paulo Siufi Neto, suplente da coligação do PMDB, cuja posse será no próximo dia 7.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas