MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
08/08/2020
16 de julho de 2020 às 09h27 | Saúde

Covid-19 e suas prováveis ‘heranças’ para a saúde dos recuperados

Sintomas relacionados ao contágio da Covid-19 já são bastante divulgados pela área médica, como também conhecidos pela população. Mas, o que se pode herdar quando contaminado e recuperado?

Por: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul
Na verdade, pesquisas ainda avançam neste sentido. Por ser um vírus novo, cientistas se debruçam para descobrir possíveis ‘heranças’ para quem consegue vencer a doença. Imunidade, perda do olfato, paladar, necessidade de acompanhamento de pneumologistas e outros são fatores que estão na linha de frente dos estudos da medicina. A doença pode ser mais complexa do que se pensa. Cientistas que se debruçam sobre a pandemia concordam que a Covid 19 é algo sem precedentes no mundo inteiro. Não há parâmetros, tudo é novo. Estudos feitos na Inglaterra chegaram à conclusão que podem existir complicações a médio e em longo prazo. Por isto nunca é demais repetir que as medidas de isolamento social e o uso de máscaras são importantes não só para evitar a contaminação. Em artigo publicado no periódico British Journal of Sports Medicine, especialistas preveem que 45% dos pacientes que recebem alta hospitalar necessitarão de apoio da assistência médica e social, e 4% necessitarão de reabilitação em ambiente de leito. “Temos que levar em consideração e colocar nessa equação futuras complicações”, atestam. De acordo com o infectologista Leonardo Weissmann, consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia, mesmo quem já teve a doença deve continuar tomando cuidado. “Não temos certeza, por enquanto, de que quem teve Covid-19 uma vez não terá novamente. É importante que quem já teve a doença continue se prevenindo”. As pessoas que já foram infectadas, segundo especialista, assim como as demais, podem ajudar a propagar o vírus caso não tomem os devidos cuidados. “Mesmo a pessoa que não estiver infectada, se ela colocar a mão em um lugar contaminado, ela pode carregar o vírus. Por isso é importante estar sempre higienizando as mãos, lavando com água e sabão ou com álcool 70%”, orienta.
Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas