MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
17/11/2017
26 de outubro de 2017 às 12h34 | Geral

Depois de 20 anos e com investimento de R$ 23 milhões, Hospital do Trauma começa a funcionar em dezembro

Inauguração do hospital será com a unidade já em funcionamento

Por: GOV MS
Divulgação/GOV MS

Depois de 20 anos de espera, o Hospital do Trauma está prestes a sair do papel. A afirmação é do Secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares. Com a construção em fase final de acabamento, o Governo do Estado vai investir R$ 12 milhões na compra dos equipamentos em parceria com a Associação Beneficente de Campo Grande (ABCG) – entidade que administra a Santa Casa. Conforme Tavares, em dezembro o hospital será inaugurado já em funcionamento. A conclusão faz parte do programa Obra Inacabada Zero.

“Não é muito fácil. Mas nossa meta é que a inauguração seja realizada com a unidade já funcionando. Pelo cronograma de engenharia, a parte física deve ser concluída em dezembro e se não tiver nenhum imprevisto, vamos tornar o hospital uma realidade. Essa é uma obra emblemática e que vai melhorar o sistema de saúde em Campo Grande e nos 11 polos regionais”, reforça o secretário.

O prédio anexo à Santa Casa está conclusão com um aporte final de R$ 8,4 milhões em recursos empregados pela Prefeitura de Campo Grande (R$ 3,2 milhões), Ministério da Saúde (R$ 2,5 milhões), Governo do Estado (R$ 1,6 milhão) e Associação Beneficente de Campo Grande (R$ 890 mil), administradora da Santa Casa e do Hospital do Trauma.

A conclusão e entrega da unidade é um dos compromissos da gestão do governador Reinaldo Azambuja com a restruturação do sistema de saúde de Mato Grosso do Sul. Além do repasse para a obra, o Governo do Estado está investindo R$ 12 milhões na aquisição de equipamentos e mobiliários para o hospital.

“É um hospital de médio porte que será entregue à população da Capital e de todo Mato Grosso do Sul. Vamos concluir mais uma obra importante. Iniciada em 1990, a unidade estava inacabada até hoje. A Santa Casa é um hospital único no Mato Grosso do Sul, referência no tratamento de alta e média complexidade voltado, principalmente, às pessoas que sofrem acidentes de trânsito. Estamos pactuando ainda fontes de receitas para o bom funcionamento”, declara o governador Reinaldo Azambuja.

Estrutura

O Hospital do Trauma terá 126 novos leitos, sendo 98 de internação, dez de Unidade Terapia Intensiva (UTI), 18 de observação e cinco salas de cirurgias. Nos 6300 m² de área construída, vão funcionar o setor de ortopedia e politraumatismo, com 130 leitos de enfermaria, 10 leitos de UTIs, dois leitos de isolamento, 18 leitos de observação, cinco salas cirúrgicas, salas de Raio-X, tomografia e ultrassonografia.

A previsão é que a nova unidade urgência e emergência do Estado realize anualmente 10 mil internações, nove mil cirurgias, 500 internações, 10 mil consultas, além de ampliar os serviços de diagnósticos clínicos e de imagens.

“Sabemos que um problema crônico como o da saúde não se resolve em dois anos e 10 meses, mas tenho certeza que quando as estruturas da lógica da regionalização estiverem funcionando, poderemos normalizar o atendimento dos hospitais de referência, como é o caso da Santa Casa. Saúde é nossa prioridade”, finaliza Reinaldo Azambuja.

Lançado na década de 1990, o projeto da obra já passou por várias alterações. A princípio a unidade iria abrigar uma maternidade. Depois uma extensão da Santa Casa. Em 2005 houve alteração para um hospital especializado em trauma.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas