MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
15/08/2018
11 de dezembro de 2017 às 15h28 | Geral

Disputa reduz em 22,38% custo e tapa-buraco poderá ter até 5 equipes por região

A expectativa é colocar até 35 equipes, 5 por região, para que até o final de janeiro os trechos estejam recuperados

Por: PMCG

​A partir da próxima semana, a Prefeitura da Capital planeja assinar a ordem de serviço para as empresas vencedoras da licitação iniciarem o tapa-buraco nas sete regiões urbanas de Campo Grande que desde outubro, vem sendo feito apenas por quatro equipes da própria Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep), com o término dos contratos emergenciais.

A expectativa é colocar até 35 equipes, 5 por região, para que até o final de janeiro os trechos mais críticos da malha viária pavimentada estejam recuperados. Quatro empresas venceram a concorrência para executar o serviço

Venceram dois lotes a MR & JR Locação de Máquinas e Equipamentos (regiões urbanas do Anhanduizinho e Lagoa); Diferencial Serviços e Construções Ltda (centro e Imbirussu) e a Pavitec (Bandeira e Segredo).  A Gradual apresentou a melhor proposta do lote 6 e atuará na região urbana do Prosa.

Em todos os lotes houve um número expressivo de concorrentes, o que acabou, segundo o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, garantindo a apresentação de propostas mais vantajosas para o poder público.

A concorrência no certame, dividido em sete lotes, com 84 propostas, resultou numa redução de 22,38%, R$ 9.812.1124,61, diferença entre o custo inicial orçado  em R$ 43.826.435,98 e o valor total das propostas vencedoras, R$ 34.014.311,37, por contratos de um ano.

A partir da  divulgação do resultado , que saiu  no Diário Oficial do Município (Diogrande, pág 40) desta segunda-feira (11), está aberto  prazo de cinco dias para eventuais recursos administrativos das empresas participantes.  Se não houver nenhum questionamento, o passo seguinte é a assinatura dos contratos.

Mesmo em lotes com o menor número de participantes (9), como o da Região Urbana do Anhanduizinho, a concorrência garantiu um deságio de 20,59%.  A MR & Locação venceu a disputa, orçando o serviço de um ano por R$ 6.575.564,27, redução de R$ 1.705.404,99 sobre o valor inicial fixado em R$ 8.280.969,26.

Resultado da licitação por lote:

Lote – 1 – Região Urbana do Anhanduizinho- (09 concorrentes)

Proposta vencedora – MR & JR Locação de Maquinas e Equipamentos – R$ 6.575.530,38

Desconto de 20,59%  sobre  o orçamento  inicial de R$ 8.280.969,26

Lote 2 – Região Urbana do Bandeira (12 concorrentes)

Proposta vencedora – Pavitec construtora – R$ 5.748.128,06

Desconto de 21,25% – sobre o valor inicial de R$ 7.299.677,50

Lote 3 – Região Urbana do Centro (9 concorrentes)

Proposta vencedora – Diferencial Serviços e Construções Ltda-

R$ 4.109.074,85 – Desconto de 21,62% sobre o valor inicial de R$ 5.242.697,00

Lote 4 – Região Urbana do Imbirussu (15 concorrentes)

Proposta vencedora – Diferencial Serviços e Construções Ltda – R$ 4.836.891,15

Desconto de 21,49% sobre a proposta inicial de R4 6.161.325,99

Lote 5 – Região urbana Lagoa ( 12 concorrentes )

Proposta vencedora – MR & JR Locação de Máquinas e Equipamentos Ltda – R$ 4.040.511,00

Desconto de 21,51% sobre o orçamento inicial de R$ 5.282.411,00

Lote 6 – Região Urbana do Prosa (13 concorrentes)

Proposta vencedora – Gradual Engenharia – R$ 4.618. 225,76

Redução de 24,68% sobre o orçamento inicial de R$ 4.618.225,76

Lote 7 – Região Urbana- Segredo (14 concorrentes)

Proposta vendedora – Pavitec Construtora Ltda  – R$ 4.285.915,99

Redução de 21,02% sobre o orçamento inicial de R$5.427.210,37

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas