MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
22/05/2017
16 de março de 2017 às 09h11 | Geral

Em curso na Fiems, especialista reforça necessidade de internacionalização das empresas

A estratégia na decisão de início dos processos de exportação foi abordada no evento

Por: Da Redação

A internacionalização das empresas foi o tema do curso “Exportação Passo a Passo” realizado para empresários e profissionais de diversos segmentos nesta quinta-feira (16/03) pelo CIN (Centro Internacional de Negócios) da Fiems. De acordo com a gerente do CIN, Fernanda Barbeta, o evento foi pensado para sensibilizar os participantes a respeito da importância da estratégia na decisão de início dos processos de exportação.

“Conseguimos, com essa capacitação, atrair representantes dos mais diversos segmentos da indústria, do comércio e de serviços. De empresas que comercializam sementes agrícolas a escritório de advocacia, todos puderam conhecer estratégias de atuação no mercado externo, além de procedimentos para evitar erros comuns”, pontuou Fernanda Barbeta.

Quem conduziu a capacitação foi o especialista em Gestão Estratégica e Competitividade Internacional e mestre em Relações Internacionais, Sherban Leonardo Cretoiu. Para ele, a internacionalização dos negócios é mais do que desejável, é algo necessário. “O mercado global é aqui, está a nossa volta. Competir num país como o Brasil, que está aberto, nos impõe desafios e oportunidades amplas e múltiplas que não podem ser desconsideradas”.

O empresário Douglas Santinni tem uma indústria de torrefação de café no município de Ivinhema (MS) e foi um dos participantes da capacitação. Inaugurada em dezembro de 2016, a fábrica do café “Aroma Premium” foi pensada para atender um nicho específico de mercado voltado para consumidores de cafés especiais. “Temos capacidade de produzir 4 mil quilos de café por dia e uma vontade muito grande de exportar. Para isso, precisamos nos preparar e entender como funciona o mercado externo”, detalhou.

Outro participante da capacitação, o CEO da empresa N Way - Exportadora e Importadora de Materiais Odontológicos, Alex Barrios, relatou que já conta com consultoria do CIN e reconhece a relevância de participar de ações como essa. “Somos uma empresa recente e estamos focados no processo de importação. Então toda e qualquer oportunidade de aprender estratégias de negócios são bem-vindas”, afirmou.

Empresas que já possuem um relacionamento consolidado com o mercado externo também podem se beneficiar com as capacitações do CIN. É o caso da Pess e Cia, que comercializa sementes de pastagens e exporta para a Bolívia. Duas representantes da empresa, Karine Peixoto e Daniele Rezende, participaram da capacitação. “Assumi a coordenadoria financeira da Pess e Cia há quatro meses e esse curso me ajudará a melhorar o meu desempenho na função. Além disso, existe a intenção de expandir os negócios internacionais, tendência que vai ao encontro dessa capacitação”, declarou Karine.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas