MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
22/11/2017
10 de maio de 2017 às 12h25 | Polícia

Em três anos, 800 guardas estarão preparados para trabalhar nas ruas da capital

O curso é seguro e os instrutores são habilitados e credenciados pela Polícia Federal

Por: PMCG

Nos próximos três anos a administração municipal pretende formar cerca de 800 guardas civis, todos com porte de arma e aptos para desempenhar a segurança pública Capital, auxiliando a Polícia Militar no combate a criminalidade. A Lei Federal 13022/2014 atribuiu ao guarda civil municipal a utilização em serviço do porte de arma, com a mesma função de polícia.

Para chegar a esta meta, a Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Especial de Segurança Pública e Defesa Social (Sesde), está concluindo o módulo avançado, com mais 244 tiros executados por cada um dos 102 participantes do curso. O treinamento de tiros está dividido em três etapas: primeira, com 80 tiros; segunda etapa, 100 tiros, e na terceira e última, com 60 tiros.

“Dessa forma os guardas municipais cumprem a grade curricular exigida pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) e as exigências da Polícia Federal. Este curso é importante para a utilização de armas”, frisou o titular da Sesde, Valério Azambuja.

De acordo com Valério Azambuja, o curso é seguro e os instrutores são habilitados e credenciados pela Polícia Federal. Há cada dois anos os instrutores renovam a credencial, que inclui provas teóricas e práticas. “Vamos continuar com os cursos até que 100% dos guardas municipais estejam aptos a fazer o patrulhamento com armas e auxiliar na segurança da Capital”.

O Guarda Civil Municipal (GCM) Andrey Gonçalves destaca que o curso oferece mais preparo para ele e aos colegas de trabalho.  “Tudo que é acrescentado tecnicamente, oferece mais segurança para nós da corporação e a população”, analisou.

O GCM Werberson Nogueira é um dos líderes do curso, responsável no auxílio para treinamento de tiros. “Aqui a gente tem o controle de toda munição e o número dos disparos efetuados pelos componentes do curso. As equipes são divididas em 10 Guardas por vez e temos apoio do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil Municipal”, destacou.

O secretário-adjunto Lourenço Gaidarzi é policial federal aposentado e possui formação pela Academia Nacional de Polícia Federal. Está com ele a responsabilidade de promover o curso de tiros para os Guardas Municipais. “Trabalho há 17 anos na função de monitor e instrutor de tiros e estou passando toda  minha experiência para o efetivo, para que todos tenham uma boa formação e trabalhem o patrulhamento com segurança”, concluiu.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas