MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
22/09/2017
13 de setembro de 2016 às 09h24 | Rural

Famasul discute com Governo de MS aplicação do Fundersul

No encontro produtores apresentaram demandas do setor ao Poder Executivo

Por: Da Redação
Divulgação

A destinação dos recursos do Fundersul – Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul e as alterações aprovadas na Assembleia Legislativa, na semana passada, foram apresentadas em uma reunião, realizada nesta segunda-feira (12), na sede do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, com lideranças rurais e representantes do Governo do Estado de MS.

De acordo com o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, o encontro oportunizou aos produtores a apresentação das demandas do setor ao Poder Executivo e trouxe considerações relevantes, por parte do governo do Estado.

“Fizemos esse convite ao Governo de Mato Grosso do Sul porque entendemos a importância de não haver desvio de finalidade de recurso. Além disso, entendemos que o diálogo é fundamental para que todas as ações caminhem rumo ao desenvolvimento da agropecuária. O detalhamento desse tributo precisa ser acessível e transparente para todos”.

Para o secretário estadual de Habitação e Infraestrutura, Marcelo Miglioli, as mudanças não fogem da destinação inicial do Fundersul. “O que mudou é a possibilidade de estruturar o projeto, afinal, como se faz um investimento sem isso? A segunda mudança, de caráter estrutural, foi a inclusão de drenagem. O restante é de natureza administrativa”, pontuou.

O secretário estadual de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, afirmou que o Projeto de Lei mantem a finalidade essencial de aplicar o Fundo em melhorias para escoamento da produção agropecuária. Reforçou, também, que a possibilidade de uso do Fundersul na área urbana foi aprovada ainda em 2013.

Na reunião, os representantes do Governo do Estado fizeram uma prestação de contas das aplicações do fundo e informaram que os números do Fundersul poderão ser disponibilizados para o acompanhamento do setor produtivo, com a intenção de demonstrar que não haverá desvio de finalidade do recurso.

Participaram do encontro o diretor tesoureiro do Sistema Famasul, Luis Alberto Moraes Novaes; o presidente da Aprosoja/MS, Christiano Bortolotto; o secretário de Estado de Produção e Agricultura Familiar, Fernando Lamas; o presidente da Associação Novilho Precoce, Nedson Rodrigues, junto com o vice-presidente, Alexandre Scaff, e os diretores Rafael Ruzzon e Carlos Baldasso.

A reunião teve a participação, ainda, do representante da Sociedade Sul-mato-grossense dos Médicos Veterinários, Marcelo Rener Real; do presidente do Movimento Nacional de Produtores, Rafael Gratão; e dos diretores do Sindicato Rural de Campo Grande, Thiago Arantez, Antonio de Moraes Ribeiro Neto, Wilson Igi, Alessando Oliva Coelho e Pedro Junqueira Netto.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas