MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
23/08/2017
14 de julho de 2017 às 12h41 | Geral

Faturamento da agropecuária de MS deve aumentar R$ 1,254 bilhão em 2017, aponta Mapa

Desempenho da cana deve alavancar o resultado do estado

Por: G1

O faturamento da agropecuária de Mato Grosso do Sul deve aumentar R$ 1,254 bilhão em 2017 frente a 2016, passando de R$ 27,119 bilhões para R$ 28,374 bilhões, o que representa um crescimento percentual de 4,62%. Os dados são levantamento do Valor Bruto de Produção (VBP), divulgados pela secretaria de Política Agrícola (SPA), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

O VBP é um indicador de atividade calculado com base nos volumes de produção e preços médios da agricultura e pecuária. O resultado positivo para o estado, de acordo com os dados, pode ser atribuído em grande parte ao desempenho previsto para a cana-de-açúcar, um dos únicos entre os principais produtos agropecuários sul-mato-grossenses que deve registrar incremento de receita na comparação dos dois anos.

O faturamento com a gramínea deve dar um salto este ano em relação ao anterior de 47,47%, passando de R$ 3,691 bilhões para R$ 5,443 bilhões. Com esse desempenho vai tomar do milho, a segunda posição entre os principais produtos agrícolas do estado no que se refere ao VBP.

Para o cereal que deve cair para a terceira posição do ranking estadual, a projeção, em razão dos preços baixos e mesmo com a expectativa de uma safra recorde, é de uma retração no Valor Bruto de Produção de 7,15% na comparação dos ciclos. De acordo com o MAPA, a receita deve recuar de R$ 3,849 bilhões para R$ 3,574 bilhões.

A soja, primeira na listagem da agricultura no VBP do estado, também deve amargar uma perda de faturamento em 2017. Os números do ministério apontam uma retração de 1,19% em relação a 2016, com queda de R$ 8,694 bilhões para R$ 8,590 bilhões.

De acordo com o MAPA, um grupo de 15 produtos da agricultura, no qual se incluem a soja, a cana e o milho, vai representar este ano 66,77% do total do VBP de Mato Grosso do Sul, com R$ 18,947 bilhões de faturamento. Frente ao ano passado, que contabilizou R$ 16,861 bilhões, representa um aumento de 12,36%.

Em contrapartida, a pecuária deve sofrer, na mesma contraposição de informações, um encolhimento de receita de 8,1%, com o valor caindo de R$ 10,257 bilhões para R$ 9,426 bilhões. Das cinco principais atividades desenvolvidas no estado, quatro devem registrar redução no resultado financeiro: bovinocultura, de 7,71%, de R$ 7,634 bilhões para R$ 7,046 bilhões; avicultura de 9,80%, de R$ 1,753 bilhão para R$ 1,581 bilhão; a produção de leite de 24,97%, de R$ 170,004 milhões para R$ 130,569 milhões e a de ovos, 41,92%, de R$ 172,318 milhões para R$ 100,094 milhões.

A exceção no segmento fica por conta da suinocultura, que, conforme a previsão do MAPA, deve ter um crescimento de receita de 8,56%, de R$ 523,506 milhões para R$ 568,337 milhões.

Mato Grosso do Sul, conforme o ministério, deve manter em 2017 o sétimo maior VBP entre os estados do país. Fica atrás somente de: São Paulo, com R$ 71,693 bilhões; Mato Grosso, com R$ 68,927 bilhões; Paraná, com R$ 65,274 bilhões; Minas Gerais, com R$ 55,145 bilhões; Rio Grande do Sul, com R$ 53,659 bilhões e Goiás, com R$ 40,121 bilhões.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas