MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
20/09/2017
05 de outubro de 2016 às 10h12 | Geral

Frente fria muda tempo e MS registra 94% dos raios do país em uma hora

Entre 9h e 10h desta quarta-feira (5) Brasil teve 2.491, sendo 2.357 em MS

Por: G1
G1

A incidência de uma frente fria que avança sobre Mato Grosso do Sul mudou o tempo na maioria das regiões nesta quarta-feira (5). Entre as 9h e 10h (de MS), o estado registrou 2.357 raios dos 2.491 que atingiram o país, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o que representa 94% das descargas elétricas nesse intervalo de tempo.

O meteorologista Natálio Abrahão Filho explicou ao G1 que a alta incidência de raios durante o período no estado é consequência de uma linha de instabilidade entre Santa Cruz de La Sierra e Mirada (MS), que mantém forte nebulosidade com pancadas de chuva, trovoadas e rajadas de vento em algumas regiões do estado.

Ele ressalta que Mato Grosso do Sul é um dos estados brasileiros com maior incidência de descargas elétricas porque está na trajetória de avanço de frentes frias.

"Quando elas [frentes frias] avançam pelo país, passam por Mato Grosso do Sul que está em uma região de temperaturas elevadas e variações de umidade. Atualmente, o local do país com mais incidência de raios por metro quadrado é a região amazônica, por conta da umidade, e, em segundo, a região do grande abc em São Paulo, por conta das variações de componentes poluentes na atmosfera", afirmou.

A condição de alta intensidade de raios associada a fortes chuva caracteriza o fenômeno como tempestade elétrica, conforme o meteorologista. "As condições atmosféricas do momento, quando estávamos a vários dias com altas temperaturas e sem chuva, então, o solo aqueceu e a energia foi acumulando e quando aumentou a umidade relativa do ar com áreas de instabilidade reforçou e potencializou a tempestade, que ao invés de ser só chuva, se transformou em tempestade de raios", explicou.

Pontos de enchentes foram registrados nesta manhã em Bela Vista, onde os ventos foram de 56 km/h; em Jardim, durante chuva 204 milímetros, e em Maracaju, com rajadas de vento e trovoadas. Nevoeiros atingiram Dourados, Miranda e Ponta Porã, onde o aeroporto precisou ser fechado.

Instabilidade

A frente fria que passa por Mato Grosso do Sul em direção a Mato Grosso e Goiás é acompanhada por uma forte massa de ar frio vai deixar o tempo muito instável durante o período do deslocamento sobre os três estados, principalmente no centro/norte de MS e todo MT e GO, além do afetar também o oeste de Minas Gerais e Espírito Santo, de acordo com Abrahão.

O meteorologista ainda ressalta o aviso do Inpe que alerta para formação de Sistemas Convectivos de Mesoescala (SCM), que são formações provocando tempestades com alta incidência de raios, ventos forte acima dos 60km/h e eventual queda de granizo. Ainda, os acumulados de precipitação poderão ultrapassar os 50 mm em localidades do MS.

As nuvens vão se espalhar por todas as regiões do estado entre a tarde e a noite e o céu ficará nublado e com chuva.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas