MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
16/10/2018
27 de julho de 2018 às 14h20 | Geral

Funcionários da educação participam de reunião contra violência e vandalismo no transporte público

Para a realização da campanha as Instituições irão utilizar materiais ilustrativos da Assetur

Por: PMCG

Técnicos, superintendentes e representantes da Semed (Secretaria Municipal de Educação) e instituições públicas e privadas da Capital participaram de reunião nesta quinta-feira (26), no Centro de Formação da Semed para tratar sobre a criação de uma campanha de conscientização que visa coibir ações de violência e vandalismo praticados por alunos nos terminais de ônibus da Capital.

A reunião foi proposta pelo Consorcio Guaicurus, juntamente com o Ministério Público e demais instituições. Foram elencadas tarefas, de acordo com a ação de cada pasta, para que a partir do próximo mês possa vigorar a campanha nas unidades escolares e nos terminais.

Participaram da reunião representantes do Conselho Tutelar, PM – Policia Militar, Agetran – Agência Municipal de Trânsito, SEJUS – Secretaria de Justiça e Segurança do Estado de Mato Grosso do Sul, Guarda Municipal de Campo Grande, SEMJU – Secretaria Municipal da Juventude, representante das escolas privadas, Conselho de Diretores de Escolas e representante do Consórcio Guaicurus (COMDAEM).

Na próxima reunião, agendada para o dia seis de agosto, com todos os diretores da Rede Municipal de Educação, serão repassadas informações para os gestores sobre o desenvolvimento da campanha nas unidades escolares.

“Temos que conscientizar que nós somos de Campo Grande, então o que de melhor acontecer neste sentido é bom para a cidade e para o usuário do transporte coletivo”, explicou Alelis Izabel de Oliveira Gomes, superintendente de Gestão e Normas da Semed.

Também em agosto será feita reunião com os presidentes das APMs – Associações de Pais e Mestres e a 27ª Promotoria de Justiça, para abordar as problemáticas que as instituições participantes da reunião têm encontrado sobre vandalismo e brigas nos pontos de ônibus.

“O promotor vai falar com os pais e explicar sobre a importância de não utilizar o passe de ônibus de forma indevida, além de ressaltar questões sobre a frequência escolar”, disse Alelis.

Para Maicon Nogueira, subsecretário de Políticas Públicas para Juventude, a união dos esforços para a campanha vai ajudar a diminuir as infrações cometidas pelos jovens.

“É um esforço em conjunto com todas as secretarias para que nós possamos atender um anseio grande de informação para os jovens. Essa campanha de conscientização é fundamental para que a gente reduza drasticamente o número de jovens que evadem das escolas”, pontuou.

Segundo explicou Maicon, o papel da Semju será de fazer visitas aos terminais para que haja uma abordagem através de um diálogo menos formal, mostrando aos jovens, quais são as implicações que podem ocorrer, quando estão praticando alguma infração ou faltando às aulas.

O capitão da Policia Militar, Francisco Rogeliano, representante do Programa Escola Segura Família Forte, que participou da reunião, comentou sobre o papel de sua instituição junto a esta campanha através do projeto.

“A ação da Polícia Militar traz o benefício, não somente para a escola, em termos de acompanhar os alunos, que possivelmente cometam atos de vandalismo, como também beneficiarmos a sociedade protegendo contra danos que venha acontecer ao patrimônio público”, destacou.

Mecanismo para campanha

Para a realização da campanha as Instituições irão utilizar materiais ilustrativos da Assetur (Associação de Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campo Grande). O material será distribuído nas unidades escolares e também por todos os envolvidos na campanha que estarão na rua compartilhando as informações.

 

 

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas