MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
24/09/2017
19 de abril de 2016 às 11h24 | Geral

Funtrab coloca mais de 4 mil pessoas no mercado de trabalho em 2016; crescimento de 19%

Em 2015 foram colocados no mercado de trabalho 3.794 pessoas, em 2016 foram 4.501

Por: NotíciasMS

A Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul (Funtrab), nos primeiros três meses de 2016, colocou 4.501 trabalhadores no mercado de trabalho no Estado. Com isso, houve um aumento em 19% de trabalhadores colocados, comparado com o mesmo período do ano anterior.

Esse aumento é resultado do trabalho executado nos 31 postos de atendimento, na capital e nas localidades onde a Funtrab possui as “Casas do Trabalhador”. Em 2015 foram colocados no mercado de trabalho 3.794 pessoas, em 2016 foram 4.501, sendo que nos meses de janeiro foram (804 pessoas); fevereiro (1.641 pessoas); março (2.056 pessoas).

De acordo com o diretor-presidente da Funtrab, Wilton Acosta, o trabalhador tem prioridade nos serviços oferecidos pela Fundação. “Esse é um trabalho feito por várias mãos, contamos com a colaboração do empregador que disponibilizam as vagas, e dos servidores públicos que administram e encaminham os trabalhadores para essas vagas”, destaca.

As colocações neste período de 2016 computam 707 trabalhadores a mais do que no mesmo período de 2015. Os municípios que mais se destacaram foram: Iguatemi com (744) trabalhadores colocados; Aquidauana (534); Campo Grande (523); Três Lagoas (516); Costa Rica (403); Dourados (303); Ponta Porã (257); Miranda (174); Sonora (156) e Rio Brilhante com (148) trabalhadores colocados no mercado de trabalho.

A Funtrab é um órgão estadual conveniado com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), por meio do Sistema Nacional de Emprego (SINE), que é o sistema que operacionaliza todas as atividades das agências públicas de emprego no país.

Em MS, o SINE atua há 41 anos como uma ferramenta de auxílio para os trabalhadores. Com os anos se aprimorou, em 2003 passou a ser chamada de Funtrab, no MS aumentaram as agências pelo interior do Estado, que hoje somam 31 agências de emprego. Hoje, a Fundação oferece os serviços de: intermediação de emprego; habilitação ao Seguro-desemprego; emissão de Carteira de Trabalho; orientação profissional; apoio à geração de trabalho e renda; qualificação social e profissional; atendimento ao Trabalhador Autônomo e microcrédito.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas