MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
28/04/2017
08 de março de 2017 às 17h54 | Economia

Governo investe em pesquisa e logística para desenvolver o agronegócio, diz Reinaldo

A safra do Estado deve ser recorde com mais de 18 milhões de toneladas de grãos

Por: NotíciasMS
Divulgação

Para garantir o desenvolvimento do agronegócio em Mato Grosso do Sul, o Governo do Estado trabalha com investimentos de recursos nos eixos da pesquisa e logística. A informação foi divulgada pelo governador Reinaldo Azambuja nesta quarta-feira (8), durante a abertura da Dinâmica Agropecuária (Dinapec) 2017 – feira de exposições realizada na Embrapa Gado de Corte com o objetivo de divulgar aos produtores rurais tecnologias desenvolvidas para o aumento da produção.

Os bons resultados previstos para Mato Grosso do Sul este ano na agropecuária, como safra recorde de mais de 18 milhões de toneladas de grãos, passam por investimentos em pesquisas, opinou o governador. Segundo ele, o Governo tem sido fomentador da atividade econômica por meio da Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia), que financia estudos voltados ao aumento da produtividade aliado a sustentabilidade no campo. Só em 2016 foram mais de R$ 3,6 milhões em financiamento de projetos nesse segmento.

Na área da logística, Reinaldo destacou o empenho do Governo do Estado para viabilizar dois corredores bioceânicos, o rodoviário e ferroviário. Os caminhos que levam até o Oceano Pacífico dão mais competitividade à produção agrícola sul-mato-grossense no mercado internacional. “Na parte do Estado estamos investindo muito para evoluir nessas questões”, pontuou. Além disso, o Executivo vem investindo em pavimentação, manutenção e restauração de rodovias estaduais para facilitar o escoamento dos produtos. Em 2017 a previsão é de cerca de R$ 300 milhões em investimentos.

 “A meta para o Governo é para que a gente avance não apenas no campo da pesquisa, mas também na área da infraestrutura para o Estado suportar os ganhos com a produtividade e expansão de áreas e crescimento da pecuária. 2017 é um ano em que vamos ter uma expansão de investimentos. Mesmo com a crise econômica nós conseguimos fazer uma equação financeira para investirmos em infraestrutura, que vai contribuir com escoamento das riquezas dos campos para as cidades e os portos”, falou.

Também participaram da abertura da Dinapec os secretários de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, e de Produção e Agricultura Familiar, Fernando Lamas; o presidente da CNA, Sérgio Martins; o presidente da Famasul, Maurício Saito; o chefe-geral da Embrapa Gado de Corte, Cleber Soares; de demais autoridades e lideranças ligadas do agronegócio.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas