MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
22/09/2017
24 de outubro de 2016 às 15h11 | Polícia

Governo investe R$ 20 milhões na modernização do sistema de radiocomunicação

O sistema atual é analógico e obsoleto frente às novas tecnologias

Por: NotíciasMS
Divulgação/Notícias

Através de convênio com o Ministério da Justiça e Cidadania (MJC), por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), o Governo do Estado está investindo mais de R$ 20 milhões para modernizar o sistema de radiocomunicação das forças de segurança de Mato Grosso do Sul.

O sistema que vinha sendo utilizado no Estado é analógico e obsoleto frente às novas tecnologias existentes no mercado, o que poderia representar riscos no enfrentamento à criminalidade e comprometer o atendimento do Corpo de Bombeiros e o sucesso das operações realizadas pelas polícias Civil e Militar, principalmente na região de fronteira.

Modernos, digitais e com tecnologia de ponta os equipamentos que estão sendo adquiridos pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), atendem inicialmente 23 municípios localizados na linha e faixa de fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai e a Bolívia.

De acordo com o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, o novo sistema reflete a modernidade e atende as atuais necessidades da segurança pública na área de comunicação para a faixa de fronteira. “É a otimização dos meios de comunicação via rádio, utilizados pelas instituições de segurança, proporcionando maior cobertura e alcance de sinais de rádio frequência”, garante José Carlos Barbosa.

Levantamento feito pela Divisão de Telecomunicações da Sejusp (Divitel) apontam que inicialmente o novo sistema atenderá mais de 2 mil profissionais da segurança pública, entre bombeiros, policiais civis e militares, agentes penitenciários e socioeducadores e mais de 721 mil habitantes.

Com o convênio firmado com a Senasp dentro do programa Estratégia Nacional de Fronteira, serão adquiridos 399 rádios portáteis, instaladas 20 novas torres de radiocomunicação, 20 repetidoras, 280 novos rádios em viaturas e 101 rádios fixos nas delegacias da Polícia Civil, quartéis, pelotões, companhias e batalhões da Polícia Militar e dos Bombeiros.

O projeto prevê ainda a implantação de duas novas e modernas centrais, nos moldes do Centro Integrado de Operações (Ciops), uma central em Campo Grande e outra no município de Dourados. O major Cláudio Bezerra da Silva, um dos diretores da Divitel explica que a necessidade de duas centrais se faz necessário para manter a comunicação. “Caso uma falhe a segunda assume, garantindo assim a continuidade das comunicações”, enfatiza.

Segundo o secretário de segurança o uso de tecnologia digital na segurança é uma exigência da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e com esse investimento o Estado se antecipa à mudança e adéqua o sistema aos novos padrões nacionais. “Até o ano que vem concluímos o projeto na região de fronteira e até 2019 queremos modernizar o sistema de radiocomunicação das forças de segurança de todos os municípios de Mato Grosso do Sul”, assegura.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas