MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
20/10/2019
27 de junho de 2019 às 12h34 | Geral

Governo realiza terceira reunião técnica do Aquário do Pantanal

A reunião contou com a presença de representantes de diversos órgãos do MS

Por: GOV MS
Divulgação/GOV MS

Nesta quarta-feira (26.6) foi realizada a terceira reunião técnica do Centro de Pesquisas e Reabilitação da Ictiofauna Pantaneira (Aquário do Pantanal) para apresentação da evolução do levantamento de pré-execução das obras e discussão de aspectos técnicos. No encontro, representantes de empresas das áreas de cenografia e tratamento de água detalharam aspectos estruturais que auxiliarão a equipe do Aquário nas especificações dos projetos das frentes de Construção Civil e Suporte à Vida.

Além da interação entre os participantes, os encontros periódicos possibilitam o compartilhamento de informações e são uma oportunidade de sanar dúvidas a respeito do processo de levantamento técnico. “As reuniões deste grupo de trabalho interinstitucional reforçam a transparência e diálogo do processo de retomada das obras”, destacou o vice-governador e secretário estadual de Infraestrutura (Seinfra), Murilo Zauith.

Representando o Ministério Público e participando pela primeira vez da reunião, a Procuradora Geral Adjunta Administrativa, Nilza Gomes da Silva, se mostrou encantada com a estrutura do Aquário e enfatizou a importância da conclusão da obra: “Este é um empreendimento de interesse público que atrairá turistas e recursos para o Estado proporcionando, além de diversão, conhecimento por funcionar como laboratório de pesquisas científicas. Esta equipe está muito entusiasmada, com vontade de terminar a obra aproveitando a estrutura já construída, e isso é muito importante”, enfatizou a procuradora.

A reunião contou com a presença de representantes do Mistério Público Estadual (MPMS), Tribunal de Justiça (TJMS), Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Sobre o Aquário do Pantanal

Instalado no Parque das Nações Indígenas, principal cartão postal de Campo Grande, o Centro de Pesquisa contará com 32 tanques (24 internos e oito externos) da ictiofauna pantaneira (peixes e répteis), mais de 5,4 milhões de litros de água e um sistema de suporte à vida com condições reais do habitat. O objetivo é fazer do espaço um centro de referência em pesquisas e, para isso, o empreendimento também terá um museu interativo, biblioteca, auditório com capacidade para 250 pessoas, sala de exposição e laboratórios de pesquisa para estudantes, cientistas e pesquisadores.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas