MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
18/11/2017
03 de agosto de 2016 às 13h44 | Educação

IFMS promove atividades culturais gratuitas na Capital

O Festival transformou o local em palco para diversas apresentações artísticas e culturais

Por: Assessoria
Divulgação/IFMS

Os discos de vinil pendurados nas escadas de acesso às salas de aula já demonstram que algo está diferente no Campus Campo Grande do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS). É o Festival de Arte e Cultura, realizado pela primeira vez na Capital desde segunda-feira, 1º, que transformou o local em palco para diversas apresentações artísticas e culturais.

“O campus está animado. Os estudantes pedem o entrosamento entre os cursos e a realização de eventos. O Festival é uma resposta e um estímulo para que eles permaneçam estudando no IFMS e tenham êxito na conclusão dos cursos”, apontou a diretora-geral do campus, Rosane Fernandez.

A programação do primeiro dia do evento incluiu a peça Dom Quixote, do Grupo de Teatro Casa, além das apresentações do Coro de Câmara da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e do grupo de capoeira Roda de Bamba. A abertura do evento contou com a presença do reitor da instituição, Luiz Simão Staszczak.

Nesta terça-feira, 2, as atividades começaram pela manhã com o pianista Nillo Cunha e a cantora lírica Kelly Escobar interpretando clássicos. No repertório, músicas em português, inglês, espanhol e italiano.

 “É uma oportunidade de falar com os estudantes no ambiente deles”, afirmou o pianista, parabenizando o Instituto. “Apresentamos um repertório variado, em outras línguas, para transmitir a música erudita e sensibilizar”, completou Kelly.

“Estou achando ótimo. Eu quero fazer música na faculdade e o Festival está trazendo muita coisa boa para a gente conhecer”, afirmou a estudante do curso técnico integrado em Informática, Juliana Gomes.

As atividades seguem até sexta-feira, 5. Todas as apresentações são gratuitas e abertas ao público.

Com temas variados, as oficinas abrangem desde elaboração de ikebana (arte japonesa de montar arranjos de flores), origami e trabalhos com material reciclável, até aprendizado musical, noções básicas de montagem e gravação de vídeos, produção de fotografias e experimentação sonora.

“Tivemos inscrições para todas as oficinas e acredito que isso se deve à programação diversificada, com muitas opções. O Festival está sendo um aprendizado para nós que fazemos e para todos aqueles que estão participando”, ressaltou o professor Rodrigo Falson, coordenador do evento no campus.

A estudante do curso de técnico integrado em Mecânica, Cíntia de Andrade, está aproveitando tudo que pode. A jovem de 15 anos já fez três oficinas e pretende buscar outras. “Tem muita coisa legal. O importante é aprender mais. Mesmo que seja algo pequeno, a gente não sai do curso da mesma forma que entrou”, falou, animada, enquanto preparava uma borboleta de origami.

“Os estudantes estão envolvidos e as oficinas são boas. Estou ajudando a divulgar nas minhas redes sociais”, contou, empolgada, a estudante do curso superior de Sistemas para a Internet, Shirley Florêncio.

Os interessados podem realizar as oficinas gratuitamente, mas é necessária inscrição prévia.

Serviço – O Campus Campo Grande está em sede provisória na Rua Treze de Maio, 3.072, Centro. O contato pode ser feito pelo telefone (67) 3357-8503.

A programação completa do Festival de Arte e Cultura e o acesso ao sistema de inscrições estão disponíveis no endereço www.ifms.edu.br/arteecultura.

Festival - Em 2016, os campi Dourados, Jardim, Naviraí e Nova Andradina já realizaram o evento. Após Campo Grande, será a vez do Campus Coxim sediar o Festival.

O evento é organizado pela Pró-Reitoria de Extensão (Proex) e recebe fomento do Programa Institucional de Incentivo ao Ensino, Extensão, Pesquisa e Inovação.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas