MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
18/11/2017
19 de dezembro de 2016 às 10h34 | Economia

Índice de confiança do empresário industrial de MS segue positivo, aponta Radar da Fiems

O índice de dezembro apontou recuo de 4,6 pontos em relação a novembro

Por: Fiems
Divulgação/Fiems

O índice de confiança do empresário industrial de Mato Grosso do Sul segue positivo em dezembro, mas apresenta um forte recuo, conforme levantamento realizado pelo Radar Industrial da Fiems junto às empresas estaduais.

De acordo com o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, o ICEI/MS (Índice de Confiança do Empresário Industrial de Mato Grosso do Sul) alcançou, em dezembro, 50,6 pontos, apontando recuo de 4,6 pontos em relação a novembro.

Ele destaca que todos os componentes do indicador de condições atuais e expectativas apresentaram queda na passagem mensal. “Permaneceram no campo positivo as expectativas relacionadas à economia estadual e ao desempenho esperado para a própria empresa”, pontuou.

Condições atuais

Em dezembro, Ezequiel Resende informa que 48,8% dos respondentes consideraram que as condições atuais da economia brasileira pioraram, no caso da economia estadual, a piora foi apontada por 39,2% dos participantes e, com relação à própria empresa, as condições atuais estão piores para 33,8% dos empresários.

Além disso, conforme ele, para 42,5% dos empresários não houve alteração nas condições atuais da economia brasileira, sendo que em relação à economia sul-mato-grossense esse percentual foi de 50,6% e, a respeito da própria empresa, o número chegou a 51,3%.

Por fim, para 8,8% dos empresários as condições atuais da economia brasileira melhoraram. Já em relação à economia estadual esse percentual chegou a 10,1% e, no caso da própria empresa, o resultado foi de 15,0%.

Expectativas

Em relação às expectativas para os próximos seis meses, em dezembro, 30% dos respondentes disseram que estão pessimistas em relação à economia brasileira. Em relação à economia estadual, o resultado alcançou 26,3% e, quanto ao desempenho da própria empresa, o pessimismo foi apontado por 22,2% dos empresários.

Os que acreditam que a economia brasileira deve permanecer na mesma situação ficou em 40%, sendo que em relação à economia do estado esse percentual alcançou 37,5% e, a respeito da própria empresa, o número chegou a 35,8%.

O coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems reforça que 30% dos empresários se mostraram confiantes e acreditam que o desempenho da economia brasileira vai melhorar. Já em relação à economia estadual, esse percentual chegou a 36,3% e, no caso da própria empresa, 42,0% dos respondentes confiam em uma melhora do desempenho apresentado.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas