MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
05/12/2020
22 de junho de 2020 às 07h19 | Esporte

Junho prata terá participação da Fundesporte

A Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul) terá participação na campanha Junho Prata, mês de combate à violência contra a pessoa idosa.

Por: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul
Devido ao avanço da disseminação do novo coronavírus, a programação deste ano será totalmente on-line, com divulgação de conteúdo audiovisual por meio das redes sociais. A campanha, com o tema a “Situação da pessoa idosa em tempos de Covid-19”, segue até o final do mês. A ação no Estado, promovida pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALMS), por meio da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa e Governo do Estado, e instituída pela Lei 5.215/2018, de autoria do deputado Renato Câmara (MDB), visa reunir esforços para conscientizar a população sobre a importância do respeito à integridade física e psíquica de pessoas com 60 anos ou mais. Além disso, objetiva divulgar meios e canais destinados à denúncia ou à representação de condutas que impliquem agressão aos seus direitos. A Fundesporte preparou um vídeo em que abordará, em um primeiro momento, as políticas públicas voltadas à terceira idade sul-mato-grossense no meio esportivo e relevância da atividade física no processo de envelhecimento. Na segunda parte do material, será exibida uma aula com dicas práticas de exercícios físicos, que podem ser realizados em casa durante o período de quarentena. “Somos conscientes em relação à importância de tirar o idoso do sedentarismo, por questões físicas e mentais. Hoje, as doenças psicossomáticas e as crônico-degenerativas têm se tornado uma grande preocupação do sistema de saúde e a temos a missão de contribuir para o bem-estar da população idosa”, destaca o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Ferreira Miranda. De acordo com Miranda, o exercício físico regular e moderado auxilia para a manutenção do desempenho físico-funcional dos idosos, além de contribuir no controle de fatores de riscos para diversas doenças. “A atividade física é essencial para diminuir os danos causados pelo tempo, como o enfraquecimento muscular, perda de equilíbrio, coordenação, agilidade e flexibilidade. A prática regular também dá autonomia funcional para que o processo de envelhecimento seja saudável e que essas pessoas tenham condições de realizar suas tarefas cotidianas”.
Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas