MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
22/11/2019
29 de agosto de 2019 às 10h21 | Geral

Metade das famílias do Bom Retiro já vive o sonho da casa própria

Governo do Estado já entregou metade das moradias prevista para a comunidade do Bom Retiro

Por: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Mais 12 famílias da comunidade Bom Retiro receberam as chaves de suas casas nesta quarta-feira (28.08), totalizando 67 já entregues, de um total de 136 unidades.

As residências fazem parte do Projeto Substituição de Moradia Precária do Governo do Estado em parceria com a Prefeitura Municipal de Campo Grande, através da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab) e Agência Municipal de Habitação de Campo Grande (Emha).

Representando o governador Reinaldo Azambuja, o secretário especial do Governo do Estado, Carlos Alberto de Assis, lembrou que o projeto teve reconhecimento nacional, ao vencer o prêmio Selo de Mérito 2019.

“Esse é um projeto que nos anima. Como diz o governador, é um projeto que todos ganham. Vocês que estão aqui ganham uma profissão, ganham uma residência, tem um salário, e termina com a casa própria. Com o prêmio da Associação Brasileira Cohabs e Agentes Públicos de Habitação (ABC), esse projeto passa a ser referência a nível nacional” pontuou.

A importância da parceria, também foi ressaltada pelo prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad. “Nesses 2 anos e 8 meses com ajuda do Governador Reinaldo, nós conseguimos construir 67 unidades habitacionais aqui.

Poxa, mais com 2 anos e 8 meses só 67 unidades construídas?

É para vocês verem a dificuldade que é nesse Brasil, construir casa para quem precisa”, destacou. As 136 unidades que serão entregues, têm dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço, em 46,07 m² de área construída.

O grande diferencial do projeto, é que as casas são construídas pelos próprios moradores, que passaram por qualificação profissional e trabalham em sistema de mutirão para as entregas em etapas.

Metade das famílias do Bom Retiro já vive o sonho da casa própria Governo do Estado já entregou metade das moradias prevista para a comunidade do Bom Retiro

Campo Grande (MS) – Mais 12 famílias da comunidade Bom Retiro receberam as chaves de suas casas nesta quarta-feira (28.08), totalizando 67 já entregues, de um total de 136 unidades.

As residências fazem parte do Projeto Substituição de Moradia Precária do Governo do Estado em parceria com a Prefeitura Municipal de Campo Grande, através da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab) e Agência Municipal de Habitação de Campo Grande (Emha).

Esse projeto passou a ser referência a nível nacional Representando o governador Reinaldo Azambuja, o secretário especial do Governo do Estado, Carlos Alberto de Assis, lembrou que o projeto teve reconhecimento nacional, ao vencer o prêmio Selo de Mérito 2019.

“Esse é um projeto que nos anima. Como diz o governador, é um projeto que todos ganham. Vocês que estão aqui ganham uma profissão, ganham uma residência, tem um salário, e termina com a casa própria.

As 136 unidades que serão entregues, têm dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço, em 46,07 m² de área construída. O grande diferencial do projeto, é que as casas são construídas pelos próprios moradores, que passaram por qualificação profissional e trabalham em sistema de mutirão para as entregas em etapas. Dona Margarida comemora a nova moradia Casal Theofila e Luber Leidiane Elias era só felicidade A ansiedade de dona Margarida de Moura de 64 anos, chegou ao fim nesta tarde quando recebeu as chaves de sua casa.

“Olha, eu fico feliz por mim e por todos que já receberam suas casas. É muita felicidade dentro do meu coração”, afirma enquanto recebe o secretário especial Carlos Assis na sua residência. O casal boliviano, Luber Catacora e Theofila Valejos, também celebrou o recebimento da chave da casa para onde vão se mudar com os três filhos. “Demorou mais chegou. Temos uma gratidão com os gestores que fizeram isso por nós”, define Luber, enquanto a esposa chora de felicidade. “Tanto tempo esperamos e sofremos.

Agora estou emocionada, porque passamos tanta coisa. Agora vamos começar uma nova vida, vamos para nossa casa, preparar tudo com amor e carinho”, diz emocionada.

As marcas de tinta no uniforme, “denunciam” que Leidiane Elias, ajudou na construção das 67 casas já entregues.

Abraçada pelas amigas e com a chave em mãos, ela celebra o fato de ter construído sua própria moradia, e ter ganho uma profissão. “Só de saber que agora tenho uma casa para colocar minhas cinco crianças sem se preocupar com a chuva, é maravilhoso.

A sensação é ótima, ainda mais sabendo que eu contribuí com a mão de obra”, comemora. Também acompanharam a entrega das casas a diretora-presidente da Agência Estadual de Habitação (Agehab), Maria do Carmo Avesani, o diretor-presidente da Empresa Municipal de Habitação (Emha), Enéas Neto, e o diretor presidente da Funesp, Rodrigo Terra.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas