MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
26/02/2021
19 de janeiro de 2021 às 10h03 | Saúde

Momento histórico: Governo do Estado realiza primeira vacinação contra a Covid-19

A campanha de imunização contra a Covid-19 foi lançada nesta segunda-feira (18), com o ato simbólico de imunização de quatro sul-mato-grossenses pertencentes à primeira fase determinada pelo PNI (Plano Nacional de Imunização), sendo dois profissionais da

Por: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul
O evento foi realizado na sede do Hospital Regional de MS, unidade hospitalar de referência no tratamento da doença. O governador Reinaldo Azambuja participou do ato e agradeceu o empenho dos profissionais da saúde, assim como dos primeiros imunizados. “Chegamos a um dia muito importante. Sempre fui um defensor do PNI – Programa Nacional de Imunização, que norteia todas as campanhas de vacinação e não podia ser diferente no caso do coronavírus”. “É uma alegria ter a Domingas, que representa a aldeia Tereré, a dona Maria que, segunda-feira fará 83 anos, e o doutor Márcio, pessoa querida, que trabalha na linha de frente junto aos colegas do HRMS. Nosso pedido é que a gente despolitize a vacina. Não importa de onde venha, desde que salve vidas. Afinal, são mais de 2,6 mil famílias que perderam entes queridos”, salientou o governador. Reinaldo Azambuja reforçou que a pandemia ainda não acabou e que as medidas de biossegurança precisam ser mantidas. “A vacina chega no momento de esperança de todos nós e chegará a todos, mas enquanto isso, ainda é muito importante manter o isolamento, uso de máscara. Quanto maior o número de cobertura vacinal, menor será a pressão por internação em leitos de UTI”. Em seguida, o governador de Mato Grosso do Sul confirmou a disponibilização de dez leitos do Hospital Regional de MS para ajudar a população Manaus, que vive uma situação de colapso na saúde. “Temos que ser solidários em momentos como esse”. Do mesmo modo, o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, reforçou o apoio para o tratamento dos pacientes de Manaus, capital do Amazonas. "Não vai faltar leitos para a população de Mato Grosso do Sul, mas precisamos também ajudar". Além disso, Resende explicou a logística e o critério de escolha dos três primeiros imunizados, salientando a faixa de risco e pessoas da terceira idade. “Todo mundo sabe que quando um vírus chega numa instituição dessa é perigoso. As primeiras doses, 158 mil, serão suficientes para imunizar 79 mil pessoas. É um momento muito importante! Hoje é a vitória daqueles que acreditam na ciência e no SUS. Viva a vida, a ciência, e viva o SUS”. O secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, falou da importância da vacina e destacou o empenho dos profissionais da saúde nas pesquisas para a produção de imunizantes. "Hoje aqui no Regional nós imunizamos, simbolicamente, quatro pessoas. É um marco histórico para Mato Grosso do Sul, a partir do momento que há uma expectativa muito grande de toda a sociedade para virarmos essa página da nossa história. A vacina é o instrumento mais adequado, uma conquista da ciência global, que fez um esforço gigante para que em menos de um ano, a partir do início da pandemia, pudéssemos ter vacinas eficientes na prevenção a esta doença", afirmou.
Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas