MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
22/07/2017
03 de julho de 2017 às 12h22 | Geral

Moradores da Cidade de Deus recebem apostilas para autoconstrução de moradias

Serão 327 casas construídas no total

Por: PMCG
Divulgação/PMCG

Sessenta dos 160 participantes dos cursos de qualificação nas áreas de construção civil, do programa Qualifica Campo Grande, receberam nesta manhã as apostilas para as aulas teóricas, que são o primeiro passo para a autoconstrução das casas destinadas ao reassentamento dos moradores da comunidade Cidade de Deus.

O prefeito Marquinhos Trad fez questão de entregar o material, que será utilizado nas próximas semanas, até o início da execução das obras. As outras 100 pessoas receberão as apostilas no período da tarde. A parte prática do curso será feita já nos reassentamentos. Os cadastros foram realizados por meio do Programa de Inclusão Profissional (Proinc) e os cursos coordenados pela Fundação Social do Trabalho (Funsat).

Essas moradias beneficiam os moradores do José Teruel Filho I e II, Bom Retiro, Canguru e Vespasiano Martins. Serão 327 casas construídas no total. Os participantes do projeto de autocronstrução receberão bolsa auxílio e mais uma cesta básica.

Morador do Bom Retiro, o jardineiro Rogério Carvalho, de 30 anos, falou do entusiasmo de toda a turma com a qualificação que está sendo oferecida. “Não vamos fazer apenas a nossa casa particular, mas estamos ganhando um conhecimento que levaremos para a vida toda. Tem gente aqui que não sabe ler o próprio nome. Por anos ouvimos promessas que não saíram das palavras e hoje estamos participando de algo concreto. Agora sabemos que é de verdade tudo isso e ainda estamos inseridos em todo esse processo”, disse.

Ao fazer a retrospectiva da situação das famílias que terão em breve suas casas entregues, Marquinhos destacou a segurança como fator principal desse projeto de qualificação.

“Essas pessoas há anos ficaram na dependência de promessas que não foram cumpridas. Sofreram todos os tipos de situação degradante em cada chuva e ventania que foram obrigadas a enfrentar, sem qualquer proteção. O curso é apenas um primeiro passo para algo maior, que vai além da conquista de suas casas individuais. Daqui a alguns anos, quando passarem na frente dessas casas vão encher o peito de orgulho e dizer ‘eu ajudei a construir um novo recomeço para essas famílias’. Acredito que essa é a maior riqueza em todo esse processo”, ponderou o prefeito.

Ao observar que a maior parte dos participantes é composta por mulheres, a secretária municipal de Assistência Social, Maria Angélica Fontanari, que acompanhou a entrega do material, destacou a determinação desse público. “A realidade no país hoje mostra que em grande parte dos lares a mulher é arrimo de família. É gratificante ver essa garra. Esperamos que os homens também possam dar esse apoio à elas, que além de buscarem geração de renda ainda tem todas as outras atividades dentro de casa com os filhos e ainda com a educação deles. Esse é um dia muito importante também para a gestão municipal”, reconheceu a titular da SAS.

Já o diretor-presidente da Agência Municipal de Habitação (Emha), Enéas de Carvalho Netto, citou o laço de confiança que a atual administração consolidou com essas famílias. “Cada um de vocês aqui sabe o que passou desde o início da ocupação, até a retirada de vocês da Cidade de Deus. Hoje, estamos fazendo as coisas da maneira correta e podem esperar que vocês serão reconhecidos nacionalmente, por fazerem parte de um projeto dessa magnitude. Esse projeto não depende apenas da prefeitura, mas principalmente das mãos e empenho de cada um de vocês”, ressaltou.

A entrega das apostilas aconteceu no CRAS da Vila Nasser, e contou com a participação do diretor-presidente da Funsat, Cleiton Freitas Franco.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas