MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
23/10/2017
04 de julho de 2017 às 11h34 | Geral

MS-306: operação tapa buracos garante mais segurança aos motoristas que trafegam pela rodovia estadual

Rodovia está em processo de concessão à iniciativa privada; recapeamento é estimado em mais de R$ 250 milhões

Por: GOVMS
Divulgação/GOVMS

Um dos grandes problemas de infraestrutura do Estado, a MS-306 possui atualmente um dos maiores fluxos de tráfego de Mato Grosso do Sul. Com buracos que se espalhavam por um extenso pedaço da rodovia estadual, o Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), realizou um serviço de tapa-buracos no trecho que corta o perímetro urbano de Chapadão do Sul, para garantir mais segurança aos motoristas. Além disso, o projeto para a concessão à iniciativa privada segue em andamento.

As obras de recapeamento iniciaram no dia 5 de maio e encerraram no mês de junho. A melhoria na via iniciou na rotatória da Colhedeira e avançou em sentido ao Centro de Chapadão do Sul. A recuperação paliativa da via foi uma solicitação da administração municipal, para tapar os buracos que já se espalhavam por um extenso trecho entre Costa Rica e Cassilândia. O prefeito de Chapadão, João Carlos Krug, avalia que o serviço minimiza o risco de acidentes e torna a rodovia trafegável.

“O recapeamento realizado na MS-306 foi de grande importância para Chapadão porque nos deu condições de receber melhor nossos visitantes e também dar mais segurança aos moradores que utilizam a rodovia. O acesso até Cassilândia que era nosso principal problema foi resolvido, com um trabalho de boa qualidade. É vital a manutenção constante para entrar no período chuvoso sem buracos na via. Mesmo assim, sabemos que a rodovia só terá os problemas resolvidos com o recapeamento. Estamos em constante conversação com o governo e temos certeza que a solução da rodovia deve sair o mais breve possível”, pontuou Krug.

Conforme a Agesul, no dia 20 de abril o governo lançou editais de licitação para obras urbanas de pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais, para beneficiar os municípios de Deodápolis, Rio Negro, Ivinhema, Sonora, Fátima do Sul, Chapadão do Sul e Nova Alvorado do Sul. O investimento do lote de nove licitações foi de R$ 6,3 milhões.

MS-306 X iniciativa privada

A MS-306 possui uma das maiores demandas para recapeamento do estado. Entretanto, devido a estimativa de investimentos superiores a R$ 250 milhões, a obra se tornou inviável para o Estado em virtude da crise financeira. Apesar disso, o governador Reinaldo Azambuja decidiu inovar e determinou à equipe técnica um estudo para que seja feita a concessão a inciativa privada.

“Hoje não há recurso próprio para investimento, mas estamos avançando junto ao BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social] com o primeiro projeto de concessão de uma rodovia estadual. Vamos fazer os investimentos necessários junto com a iniciativa privada. Para duplicar, alargar, entre outras melhorias, a estimativa de custo é de mais de R$ 250 milhões. Estamos finalizando os estudos e em breve vamos ter uma rodovia com mais segurança, tranquilidade e melhores condições de tráfego para todos”, pontuou o governador.

A concessão da MS-306 deve abranger a reforma de toda a pavimentação asfáltica, com a construção de acostamento, além de terceira faixa a cada 15 quilômetros.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas