MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
18/11/2017
05 de maio de 2016 às 12h11 | Rural

MS recebe parecer favorável para adesão a sistema de inspeção de produtos de origem animal

Para conseguir a adesão é necessário que o Estado comprove que tem condições de avaliar a qualidade e a inocuidade dos produtos de origem animal

Por: NotíciasMS
NotíciasMS

Depois de atender as recomendações do Ministério da Agricultura e Abastecimento (Mapa), Mato Grosso do Sul recebeu parecer favorável para adesão ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA).

Segundo o diretor-presidente da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), Luciano Chiochetta, o SISBI-POA faz parte do Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agropecuária (Suasa), que busca padronizar e harmonizar os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal para garantir a inocuidade e segurança alimentar.

Para conseguir a adesão é necessário que o Estado comprove que tem condições de avaliar a qualidade e a inocuidade dos produtos de origem animal com a mesma eficiência que o Ministério da Agricultura, explicou o diretor-presidente, que lembra que o trabalho começou ainda em 2011.

Contando sempre com o apoio dos técnicos do Ministério e empenho da equipe da Agência, o resultado positivo da visita técnica veio através do relatório entregue pela auditora chefe da unidade paulista Mapa, a fiscal federal agropecuária Andrea Figueiredo Procópio de Moura, no último dia 28, que apresentou parecer favorável à inclusão do Estado ao Sistema.

A auditoria

Com apoio do superintende federal da Agricultura do MS (SFA/MS) Orlando Baez, da diretora regional de Sanidade Animal da SFA/MS, Juliana Fernandes, do chefe do serviço de Inspeção de Produtos e Subprodutos de Origem Animal do Estado, Ivan Garcia de Freitas, e de membros da Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Animal e da Diretoria da Iagro, a auditoria foi dividida em três etapas.

A primeira delas foi realizada junto a Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Animal da Iagro (Dipoa), na Unidade Central da Agência, onde os auditores checaram o serviço de inspeção prestado pela divisão como um todo, verificando não só o núcleo de carnes, mas também os núcleos de leite, seus derivados, ovos, mel e núcleo de combate a clandestinos.

Na segunda etapa, os auditores foram a Maracaju observar o trabalho realizado na indústria de abatedouro de bovinos Frigocorte e classificaram positivamente a estrutura, observando ser superior a de muitas indústrias sob inspeção federal (SIF), espalhadas pelo País.

A terceira e última etapa ocorreu através de uma reunião dos auditores na sede da SFA/MS, em Campo Grande, encerrada com a entrega do relatório favorável já na sede da Iagro.

A transparência, o conhecimento, o interesse, o comprometimento, e a iniciativa nas tomadas de decisões por parte da equipe, associadas à apresentação de legislação adequada e ações de núcleos direcionados de forma ágil e eficiente, contribuíram para a conquista que, segundo Luciano, possibilitará que os produtos do Estado sejam comercializados em todo País. “O mercado está cada vez mais exigente. Aderindo ao SISBI o Estado acompanha essa evolução e passa a integrar um grupo seleto de Estados que hoje possuem o selo”, falou.

A adesão que beneficia principalmente os pequenos estabelecimentos – que quase sempre têm dificuldade em cumprir todos os requisitos burocráticos e técnicos exigidos pelo Sistema de Inspeção Federal (SIF) – já foi feita pelos Estados do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais, Distrito Federal, Bahia, Espírito Santo e Goiás.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas