MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
22/09/2017
27 de abril de 2016 às 14h29 | Geral

Municípios tem dificuldade em pagar parcelamentos de débitos previdenciários

A CNM pretende solicitar o apoio do Ministério da Previdência para repactuar a dívida

Por: CNM

Não é novidade que a situação dos municípios tem se agravado cada vez mais com a crise que assola o Brasil. Está cada vez mais difícil para as prefeituras honrar os pagamentos dos parcelamentos de seus débitos com a previdência.

Para tentar amenizar está situação a Confederação Nacional de Municípios (CNM) protocolou, na tarde de terça-feira (26), um ofício junto ao Ministério da Previdência.

Os parcelamentos com a previdência têm gerado ainda vários transtornos para os Municípios, como o bloqueio dos valores do Fundo de Participação dos municípios (FPM) e a negativação de seus Certidão Negativa de Débitos (CNDs).

Com o ofício, a CNM pretende solicitar o apoio do Ministério da Previdência a uma proposta de repactuação das dívidas numa modalidade que viabilize o recebimento dos valores devidos ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e permita que os municípios cumpram suas obrigações de forma coerente com sua real capacidade de pagamento.

Projeto de Lei

Assim a Confederação avalia que Projeto de Lei 1894/2011, de autoria do deputado Manoel Junior (PMDB/PB), com a emenda apresentada ao projeto pelo deputado Roberto Brito (PP/BA), que tramita na Câmara dos Deputados cumpre tal finalidade, ao fazer uma ampla renegociação, que permite um planejamento de longo prazo tanto para o INSS quanto para os Municípios.

A CNM espera poder contar com o compromisso do governo federal em equalizar as dívidas dos municípios, parceiros na implantação das políticas públicas da União. A entidade também se colocou à disposição do Ministério para debater eventuais aperfeiçoamentos no projeto.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas