MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
16/12/2017
29 de setembro de 2017 às 10h34 | Interior

Naviraí terá casamento coletivo e gratuito em outubro

Fórum do município vai converter uniões estáveis em casamento; celebrações ocorrem nos dias 4, 5 e 6

Por: Da Redação

De olho nos casais que perderam as cerimônias da Caravana da Saúde, a comarca do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), de Naviraí, a 366 km de Campo Grande, vai realizar casamentos coletivos nos dias 4, 5 e 6 de outubro. Os interessados só tem até o final desta sexta-feira (29) para procurar o Cejusc (Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania) do município.

Segundo a assessoria de imprensa do Tribunal, é necessário levar documentos pessoais e certidão de nascimento. O juiz da 2ª Vara Cível da comarca de Naviraí, Eduardo Lacerda Trevisan, coordena a ação e explica que alguns casais não conseguiram realizar a cerimônia em 2015, quando a Caravana da Saúde foi até a cidade.

“Estamos fazendo o cadastramento prévio, recebendo os casais e analisando sua documentação. Se faltou algo a pessoa pode voltar e refazer. Desta forma, fica mais simples e efetivo, porque a Defensoria Pública apresenta a Petição Inicial, damos vistas para que o Ministério Público dê sua manifestação aprovando e depois nós do Judiciário fazemos o Termo de Casamento e encaminhamos para que o cartório emita as certidões”, explicou.

Gratuito - Conforme explica a assessoria de imprensa do TJ, não há custo algum para os casais interessados. No último dia, 6 de outubro, às 18 horas, será realizado um culto ecumênico, comenta a assessoria, como solenidade religiosa "de bênção dos matrimônios e depois, no Centro de Eventos Coliseu, os casais participarão de uma festa para comemorarem, com suas famílias, suas uniões".

“É muito importante o Poder Judiciário contribuir para que a população regularize suas uniões estáveis e convertam em casamento. Hoje um casamento tem um preço alto para alguns casais e esta é a oportunidade de selarem suas uniões e participarem desta celebração”, comentou o juiz.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas