MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
21/11/2017
16 de junho de 2016 às 14h10 | Saúde

Número de mortes por H1N1 sobe para 52 em Mato Grosso do Sul

Das mortes confirmadas no ano por H1N1 no Estado, 14 foram na Capital

Por: Da Redação

Em uma semana, o número de mortes por H1N1 subiu de 42 para 52. De acordo com o boletim epidemiólogo da SES (Secretaria de Estado de Saúde), foram registradas em Mato Grosso do Sul 52 mortes por H1N1, uma morte por influenza A não subtipado e outra por influenza B, totalizando 54 mortos.

Das mortes confirmadas no ano por H1N1 no Estado, 14 foram em Campo Grande, 7 em Naviraí, 3 em Dourados e Caarapó e 2 em Aquidauana, Bataguassu, Corumbá, Jardim, Três Lagoas e Rio Brilhante. Água Clara, Antônio João, Costa Rica, Coxim, Douradina, Glória de Dourados, Ivinhema, Juti, Lagura Carapã, Maracaju, Rio Verde, Santa Rita do Pardo e São Gabriel do Oeste registram 1 morte cada uma.

Campo Grande continua sendo a cidade que mais confirma casos de influenza. Até ontem (15), 294 casos foram registrados e 87 confirmados por H1N1. Corumbá vem logo atrás com 63 casos notificados e 6 confirmados. Os municípios que ainda não haviam entrado no “ranking” são Antônio João e Rio Brilhante. Ambos registram uma morte cada um. Em Dourados, já foram confirmados 29 casos, em Naviraí 25 e Nova Andradina 10.

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) de Campo Grande recebeu 5,5 mil doses da vacina H1N1 e fez a distribuição em dez unidades ontem (14). De acordo com o secretário de Saúde, Ivandro Fonseca, como a campanha nacional não atingiu os 80% dos grupos de crianças e gestantes, a segunda etapa será para grupo prioritário. No sábado, o governo estadual repassou 2,5 mil novas doses. “O objetivo é a prevenção. Nós tivemos número de mortes significativos com a gripe H1N1. Isso mostra a importância da prevenção”, disse o secretário após visitar um posto de saúde.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas