MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
29/04/2017
07 de março de 2017 às 16h34 | Geral

Obra da Euler de Azevedo prossegue e será concluída dentro do prazo

O prazo de conclusão da obra é para julho de 2017

Por: Da Redação
Divulgação/NotíciasMs

Após a readequação de projetos que irão solucionar em definitivo os problemas de drenagem e evitar transtornos em propriedades rurais no entorno da obra, a revitalização da Avenida Euler de Azevedo segue dentro do prazo de conclusão, previsto para julho de 2017. Não haverá transtorno com interdição de trechos em razão da abertura de desvios.

De acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, a obra teve uma série de contratempos já solucionados e que não afetam o cronograma inicial. “Além das chuvas que afetaram os trabalhos, tivemos que refazer o projeto de drenagem do lote 2 para que o desague não chegasse às propriedades rurais do entorno e consequentemente não precisássemos desapropriar ninguém. Assim como, para resolver de vez a questão da drenagem perto do Tênis Clube, será construída uma galeria celular para a travessia do Córrego Imbirussú, substituindo o bueiro existente para aumentar a vazão”, explicou Miglioli.

Para a construção da galeria celular do Córrego Imbirussu e evitar o direcionamento do fluxo de veículos para o interior de bairros vizinhos também será aberto um desvio para tráfego. “Tudo para minimizar transtornos aos usuários da via”, disse Miglioli.

Outra melhoria que será adotada é a alteração da ordem estrutural do pavimento, que após estudos de técnicos da Agesul comprovou-se que a melhor opção será a substituição da capa asfáltica.

Já no lote 2 a readequação do projeto de drenagem levou em conta a existência de um bueiro duplo próximo ao local e ainda um possível atraso na conclusão da obra. “Embora seja uma questão que demandou aditivo ao orçamento inicial, não podíamos correr o risco de travar uma questão judicial com os proprietários rurais, assim como não podíamos atrasar a entrega da obra”, disse o secretário de Infraestrutura.

As mudanças significativas no projeto de revitalização da Avenida refletem a preocupação do Governo em não causar transtornos aos usuários da Euler durante e após a conclusão das obras. “Sempre falo que estamos fazendo tudo com muita responsabilidade para entregar obras de qualidade, e com a Euler não seria diferente. Foi tudo pensado para uma obra deste porte e com esse fluxo de usuários”, finalizou Miglioli.

A Obra

A readequação da capacidade de tráfego da Avenida Euler de Azevedo foi orçada para receber investimentos de R$ 14,7 milhões. Para dar celeridade aos trabalhos, a obra foi dividida em dois lotes: o rural e o urbano. O primeiro conhecido como urbano segue do entroncamento da Avenida Presidente Vargas até a Cepaer e o segundo da Cepaer ate o entroncamento da MS-080 na saída para Rochedo. Ao todo serão revitalizados 4,5 quilômetros, que além de serem duplicados contarão com ciclovia. A ordem de serviço da revitalização aconteceu no final de julho de 2016 e com as modificações a obra precisou de um aditivo de R$ 1,4 milhão, passando o orçamento de R$ 14,7 milhões para R$ 16,1 milhões.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas