MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
23/10/2017
24 de julho de 2017 às 11h13 | Trânsito

Obras na Euler de Azevedo recebem prorrogação de 120 dias

Mesmo com o aditivo no prazo de execução, não está previsto aditivo de valor ao contrato

Por: GOVMS
Divulgação/GOVMS

O prolongamento do período chuvoso em Mato Grosso do Sul, as chuvas se estenderam até o mês de maio de 2017, levou as obras de readequação da capacidade de tráfego da avenida Euler de Azevedo ou MS-080, na Capital, a receberem um aditivo de mais 120 dias. O anúncio foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), desta segunda-feira (24.7) e prevê aditivo de dias para o lote rural, segmento do Centro de Pesquisas da Agraer (Cepaer) até o anel viário, mas segundo a Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) o lote urbano, no trecho entre a avenida Presidente Vargas e a Cepaer, também receberá o mesmo aditivo.

De acordo com a Coordenadoria de Empreendimentos Viários (Coemv) da Agesul, no lote rural a solução de drenagem inicialmente prevista teve que ser revista uma vez que, provocaria processo desapropriatório além de colocar em risco a estrutura da via com vala de escoamento na faixa de domínio da rodovia. A nova solução também levou o início dos trabalhos a coincidirem com o período chuvoso.

Ainda segundo a Agência Estadual, mesmo com o aditivo no prazo de execução, não está previsto aditivo de valor ao contrato.

A obra

A readequação da capacidade de tráfego da avenida Euler de Azevedo foi orçada para receber investimentos de R$ 14,7 milhões. Para dar celeridade aos trabalhos, a obra foi dividida em dois lotes: o rural e o urbano. O primeiro conhecido como urbano segue do entroncamento da avenida Presidente Vargas até a Cepaer e o segundo da Cepaer até o entroncamento da MS-080 na saída para Rochedo. Ao todo serão revitalizados 4,5 quilômetros, que além de serem duplicados contarão com ciclovia. A ordem de serviço da revitalização aconteceu no final de julho de 2016 e com as modificações a obra precisou de um aditivo de R$ 1,4 milhão, passando o orçamento de R$ 14,7 milhões para R$ 16,1 milhões. O cronograma da obra previa execução em 365 dias.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas