MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
25/09/2018
13 de agosto de 2018 às 09h40 | Geral

Planurb discute queimadas urbanas no encontro diálogo de inverno

A atividade está prevista na programação das festividades dos 119 anos de Campo Grande

Por: PMCG
Divulgação/PMCG

A Prefeitura de Campo Grande, por intermédio da Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb) e o Comitê Municipal de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais e Urbanos realiza, nesta terça-feira (14), às 14h, no CEA Florestinha, localizado à Avenida Cônsul Assaf Trad s/n (ao lodo do Alphaville), o evento Diálogo de Inverno – diga não às queimadas urbanas.

A atividade está prevista na programação das festividades dos 119 anos de Campo Grande, e visa promover uma reflexão sobre os prejuízos causados pelas queimadas urbanas, por meio da realização de palestras, apresentação teatral e diálogos, para cerca de 60 crianças com idades entre 7 e 15 anos do projeto Florestinha, e demais interessados pelo tema.

A diretora-presidente da Planurb, Berenice Maria Jacob Domingues explica que na capital o período de estiagem coincide com o inverno, sendo que é neste período que ocorrem os maiores eventos de queimadas, geralmente causadas pela cultura de queimar terrenos baldios e áreas florestadas como parques, praças e unidades de conservação. “A Planurb tem promovido interlocução entre os segmentos públicos e privados para o enfrentamento do problema. O objetivo é realizar o diagnóstico, prevenção, monitoramento, além de ações permanentes de educação ambiental com foco no fortalecimento de políticas de prevenção e combate às queimadas”, acrescentou.

Como participar da campanha

Conforme o código penal Brasileiro (Lei nº 2.848 de 7 de dezembro de 1940), a prática de incêndio é crime e a lei de crimes Ambientais (Lei Federal nº 9.605 de 12 de fevereiro de 1998), estabelece pena de reclusão e multa que pode chegar a R$5 mil para quem provoca queimadas.

Você também pode colaborar com a campanha não queimando lixo ou folhas secas, não depositando o lixo em terrenos baldios e, não jogando bituca de cigarro em vias públicas ou terrenos baldios.

Outra medida importante é a denúncia por parte da população. A informação é também um instrumento para o combate ao incêndio, com o conhecimento das pessoas sobre os aspectos prejudiciais dos incêndios e a punição que a infração acarreta.

Os telefones para denúncia são 156 (prefeitura) e 193 (Corpo de Bombeiros). Outras informações, na diretoria de Planejamento Ambiental (DPA) da Planurb pelo telefone 3314-5181.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas