MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
20/10/2019
19 de dezembro de 2018 às 08h39 | Educação

Posse de diretores e adjuntos consolida gestão democrática na educação

No total, 21 unidades terão novos gestores

Por: PMCG
Divulgação/PMCG

A posse de 213 diretores e diretores-adjuntos consolidou, na noite desta terça-feira (18), o processo de Gestão Democrática na Rede Municipal de Ensino (Reme), por meio das eleições diretas, realizadas no dia 29 de novembro. No total, 21 unidades terão novos gestores, e em sete ocorrerá a troca tanto do diretor, quanto do adjunto. Nas demais, a comunidade escolar, pais, alunos, professores e profissionais da Educação decidiram, por meio do pleito, manter os gestores atuais.

O processo eleitoral teve início no final do primeiro semestre, quando o prefeito Marquinhos discussões entre representantes da Comissão Eleitoral das escolas e a Comissão Especial Trad sancionou a lei 6.023, que instituiu a gestão democrática. A partir daí, começam as da Secretaria Municipal de Educação (Semed), sobre as diretrizes  para a organização, realização e apuração das eleições. O primeiro encontro teve a participação do prefeito Marquinhos Trad, que na ocasião ressaltou que a eleição para diretores era uma reivindicação antiga da categoria, debatida desde 2012.

A posse, que aconteceu no Centro de Convivência Vovó Ziza, contou com a presença do prefeito Marquinhos Trad e da vice, Adriane Lopes. Durante o evento, o prefeito reafirmou sua fala e ressaltou que as eleições diretas para as unidades da Reme eram um compromisso de sua gestão. “Quando eu disse na minha candidatura que eu faria todo o esforço possível para fazer as eleições dos diretores, imediatamente procurei me cercar de elementos técnicos para que o dia de hoje se tornasse realidade, por isso honrem os votos que vocês conquistaram entre a comunidade escolar. Vocês são exemplos para muitas crianças”, disse.

O prefeito Marquinhos Trad ainda lembrou a parceria com a ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação), firmada logo no início de sua gestão e que ajudou a garantir a instituição das eleições. “Agradeço muito essa parceria. Vocês tiveram uma participação fundamental para que esse sonho se tornasse realidade”, afirmou.

A secretária municipal de Educação, Elza Fernandes, também lembrou do compromisso e frisou a importância de realizar uma gestão focada nos alunos. “Tínhamos essa missão e cumprimos com toda determinação, por isso de agora em diante é importante pautar a gestão de vocês no respeito e na dedicação aos nossos alunos. Somos todos parte de uma mesma família e vamos orientá-los no que for preciso”, ressaltou

A instituição da gestão democrática foi, na opinião da Superintendente de Gestão e Normas da Semed e presidente da Comissão Especial Eleitoral, Alelis Izabel de Oliveira Gomes, o cumprimento de uma das metas mais importantes do Plano Municipal de Educação. “Foi um processo extremamente positivo e por ser a primeira vez que realizamos as eleições, não registramos nenhum incidente grave. Também ficamos felizes em ver que a comunidade está satisfeita com os gestores de nossas unidades, já que a maioria das escolas manteve seus diretores”, pontuou Alelis.

Segundo ela, o próximo passo do processo é a transição das gestões que, inclusive, já teve início esta semana e irá acontece durante todo o mês de janeiro.A Comissão Especial irá visitar, neste primeiro momento, as 21 unidades que terão nova direção, com o objetivo de verificar documentos, conferir a prestação de contas e o patrimônio escolar. Este trabalho também será feito nas unidades onde os gestores permanecerão os mesmos, já que eles também darão início a uma nova fase nas unidades, uma vez que foram eleitos pelo voto direto.

As nomeações serão feitas dia 2 de janeiro e os diretores e adjuntos já estarão nas escolas para organizar o ano letivo, ensalamento e ficar a par dos projetos desenvolvidos na unidade. Todos esses profissionais serão orientados pelos técnicos da Superintendência de Gestão e Normas.

Expectativa

Para os novos diretores, o momento é de expectativa e confiança em atender os anseios da comunidade escolar. Pela primeira vez à frente de uma unidade escolar, a diretora eleita Dilma Aparecida Rezende, que atua na escola Elpídio Reis há 20 anos, disse que a é fundamental a participação da comunidade na escolha dos diretores. Por isso, espera contribuir com o desenvolvimento da unidade. “Tenho muitos projetos, especialmente na área de meio ambiente, e quero fazer uma parceria com os pais e toda comunidade”, disse.

Já a diretora Elismar Fernandes da Rocha Macedo, que era adjunta na escola Oliva Enciso e agora irá assumir a direção ao lado do colega de trabalho Vilmar Benites Balbuena, acredita que o voto de confiança da comunidade, que garantiu a permanência da dupla na direção, é um reconhecimento do trabalho. “Vamos devolver essa confiança e fazer a diferença no processo de ensino-aprendizagem da escola. Esse crédito que tivemos aumenta nossa responsabilidade e por isso não podemos nos acomodar e buscar a realização de novos projetos”, afirmou.

Também participaram da cerimônia de posse, a secretária-adjunta de Educação, Soraia Campos, o presidente da ACP, Lucílio Nobre, e o vereador Valdir Gomes, presidente da Comissão de Educação da Câmara Municipal, além de técnicos e superintendentes da Semed.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas