MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
22/09/2017
30 de março de 2016 às 17h49 | Saúde

Preço dos medicamentos terão aumento de 12% acima da inflação

O aumento foi autorizado a partir desta quinta-feira 31

Por: Da Redação

A partir de de amanhã quinta-feira, 31, os medicamentos estarão mais caros. Segundo a indústria farmacêutica, é de um aumento em torno de 12%, autorizado pelo Ministério da Saúde. É um aumento acima da inflação. Mas muitos produtos estão em falta nas farmácias.

Quem trabalha no ramo diz que prateleira mais vazia não é novidade nenhuma na chamada época de pré-alta, ou seja, nas semanas que antecedem o reajuste autorizado pelo governo. Os comerciantes dizem até que é uma escassez com data certa para acabar. Basta o aumento entrar em vigor para o remédio voltar a aparecer.

O presidente do Sindicato das Farmácias de Minas (Sicofarma/MG), Rony Resende, tentou comprar oito remédios numa distribuidora e só encontrou um.

"Em algumas cidades do interior essas faltas chegam a até 50%. O dono da drogaria faz um pedido de 10 medicamentos chega para ele só cinco. A gente não sabe se ele está na indústria ou na distribuição. Fato é que nos deixa muito preocupados é que quando inicia o mês, após a alta do medicamento, a gente consegue comprar esse produto. É muito triste saber que tem alguém especulando com o preço do medicamento em detrimento à saúde das pessoas”, fala Rony Resende.

A Associação da Indústria Farmacêutica não informou os motivos da demora na reposição de estoques. Já Abafarma, associação que representa as distribuidoras, negou que o atraso seja proposital e declarou que houve aumento da demanda e que, por isso, não conseguiu cumprir os prazos.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas