MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
18/11/2017
30 de janeiro de 2017 às 12h13 | Política

Prefeito vai a Brasília buscar recursos em 3 Ministérios

A agenda tem por objetivo destravar recursos parados e garantir novos para os projetos do município

Por: Da Redação

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, cumpre agenda em Brasília nesta terça-feira (31), onde terá agenda com três ministros: Gilberto Kassab, da Ciência, Tecnologia e Comunicações, Bruno Araújo, ministro das Cidades, e Ricardo Barros, ministro da Saúde.

A agenda tem por objetivo destravar recursos parados e garantir novos para os diversos projetos elaborados para Campo Grande. Ao anunciar a agenda o prefeito agradeceu o empenho da bancada federal.

“A bancada federal está ajudando bastante, garantindo uma unidade que há muito tempo não se via no Estado. Após a eleição eu fui várias vezes a Brasília e me reuni com os oito deputados federais e três senadores, que se colocaram à disposição. Hoje posso dizer que graças a eles não perdemos recurso”, declarou.

O prefeito foi questionado pela imprensa sobre os 30 primeiros dias de gestão, fez ponderações, e garantiu que vai manter um ritmo de trabalho intenso. “Eu sou muito perfeccionista e muito rigoroso comigo mesmo. Campo Grande merece muito mais e não é porque conseguimos avançar, que vamos diminuir o ritmo. Nós vamos continuar e eu sempre vou falar que tem coisas a mais, a mais, a mais para fazer. Não vou me contentar com o que estamos fazendo ou já fizemos. Vou procurar melhorar, porque Campo Grande merece o que há de bom”, justificou.

Marquinhos destacou como pontos positivos para Campo Grande o pagamento de salários atrasados de servidores, que a partir deste mês já recebem em dia; aumento das equipes de tapa-buraco, em parceria com Governo do Estado; compra de merenda, garantida antes do início da aula; compra de uniforme e kits escolares; garantia de convênio com Exército, para recapeamento de quatro ruas e monitoramento de questões relacionadas a saúde, que garantiram melhorias.

“Nossas visitas deram resultado, tanto nas Unidades de Pronto Atendimento (Upas), quanto nos postos de saúde, Hospital Universitário, Santa Casa e Hospital do Câncer. Acho que avançamos e avançamos muito, mas ainda é pouco. Campo Grande merece muito mais”, concluiu.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas