MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
22/08/2017
18 de julho de 2017 às 14h58 | Geral

Prefeitura faz ação para que população possa ajudar moradores de rua neste frio

Com este frio, a situação dos moradores de ruas fica ainda mais difícil

Por: PMCG

As temperaturas baixaram muito no estado no início desta semana. A madrugada desta terça-feira (18) foi uma das mais frias do ano. Os termômetros chegaram a marcar 3ºC em Campo Grande, com sensação térmica de -5ºC, conforme a Redemet (Rede de Meteorologia do Comando da Aeronáutica). Com este frio, a situação dos moradores de ruas fica ainda mais difícil.

Para dar auxilio a essas pessoas, a Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, oferece o Serviço Especializado em Abordagem Social (SEAS), que tem como objetivo possibilitar condições de acesso à rede de serviços e benefícios assistenciais ou até mesmo construir o processo de saída das ruas dessas pessoas.

O serviço consiste em busca ativa e abordagem social nas ruas em logradouros públicos, ofertando os serviços do Centro Pop durante o dia e do Cetremi durante a noite, que é uma casa de acolhimento, onde são ofertados pernoite, alimentação e higiene pessoal.

O Cetremi é uma casa de passagem para atender o migrante e tem capacidade de atendimento de até 100 pessoas.  No período do inverno,  os indivíduos abordados que não aceitam ir para o centro recebem cobertores e orientações realizadas pela equipe.

Na noite de ontem (17), o SEAS atendeu seis denúncias, quatro pessoas foram acolhidas para o Cetremi, nove recusaram atendimento e receberam cobertores. Pernoitaram no local um total de 79 pessoas, sendo 56 moradores de rua e 23 migrantes.

No momento, o Centro POP está atendendo 57 pessoas. No local são ofertados serviços durante o período do dia, como: acolhida, alimentação, higienização, orientações e encaminhamentos para serviços da rede de atendimento, assim como encaminhamento para tratamentos diversos, se assim desejar a pessoa. São encaminhados ainda para solicitação de documentos e atendimentos psicossociais.

O SEAS funciona no período de 24 horas, sendo que até as 23 horas a equipe encontra-se nas ruas da cidade realizando a abordagem social, com o intuito de acolher os indivíduos que aceitam o convite para pernoitar no Centro de Triagem e Encaminhamento do Migrante (Cetremi).

Entretanto, muitos não aceitam e/ou estão sob efeito de álcool e outras drogas. Muitos moradores de rua são usuários de álcool e outras drogas e negam atendimento, pois sabem que sendo encaminhados ao Centro Pop irão ficar sem os entorpecentes.

Para mais informações ou denuncia ligue para a Equipe de Abordagem Social no telefone (67) 98405-9528.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas