MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
21/07/2018
24 de janeiro de 2018 às 09h15 | Geral

Prefeitura implanta drenagem e faz recapeamento em vias de acesso ao Parque dos Poderes

Foram iniciadas duas frentes de trabalho nesta terça-feira

Por: PMCG
Divulgação/PMCG

A Prefeitura iniciou nesta terça-feira (23) duas frentes de serviços na Avenida Desembargador Leão Neto de Carmo, via que margeia o Parque dos Poderes e que serve de acesso ao macroanel e bairros da região norte da cidade. Depois de recapear a rua da Academia da Polícia Civil, a empreiteira responsável pela obra iniciou o recapeamento da pista, sentido centro, da Leão Neto do Carmo, que passa em frente da Receita Federal, dentre outras repartições. As intervenções estão previstas no Complexo Mata do Jacinto Etapa D.

O pavimento será refeito no trecho da avenida entre a rotatória em frente do comando da Polícia Militar até a via terminar na Rua Hiroshima, já recapeado entre as ruas Aracruz e Santa Luzia. A pista contrária (que vai em direção ao anel rodoviária e a Uniderp Agrária) já foi recuperada e a drenagem implantada no canteiro central.

Ontem (23) começou a chegar a tubulação para conexão com a drenagem da Rua Carlinda Pereira Contar, por onde escoa as águas pluviais que desce de bairros como Jardim Veraneio, Danúbio Azul e Estrela da Dalva. Serão feitas galerias na rotatória da Avenida Desembargador Leão neto do Carmo em frente do comando da Polícia Militar.

Concluída esta etapa, será feita a drenagem na Rua Rio Claro (onde as lajotas serão substituídas pelo pavimento feito em CBUQ) para receber a enxurrada do Residencial Eco Parque.  Está projetada uma tubulação que atravessará sob o terreno nos fundos da academia da polícia civil para trazer as águas pluviais escoadas pela Avenida Panamericana (Jardim Danúbio Azul), que começou a gerar um processo de erosão nesta área onde desemboca a enxurrada. Concluída esta etapa será pavimentada a Avenida Parque dos Poderes, uma via de 400 metros recém-aberta, onde já foi feita a drenagem, para servir de ligação entre a Mato Grosso e Desembargador Leão Neto do Carmo.

Nesta última etapa do Complexo Mata do Jacinto etapa D, serão investidos R$ 13,7 milhões, sobretudo, em obras de drenagem e controle de enchentes que atrasarão a chegada das águas pluviais ao Córrego Prosa e seus afluentes, reduzindo os riscos de novos transbordamentos e alagamentos mais abaixo, na região das ruas Joaquim Murtinho e Bahia, onde recebe o Córrego Vendas.  Também já foram executados o recapeamento de trechos da Rua Antonio Maria Coelho (da Furnas até a Mato Grosso); da Mato Grosso (entre a Ceará e a rotatória com a Hiroshima).

Segundo o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, toda esta rede de drenagem escoará a enxurrada dos bairros como Vila Nascente, Futurista e Jardim Veraneio, localizados nas cercanias do Parque dos Poderes, para o piscinão (bacia de retenção com capacidade para 22 mil metros cúbicos) que será construído numa área às margens da Avenida Mato Grosso, quase esquina com a Hiroshima.

Já foi refeita a tubulação do canteiro central e feita a travessia sob a avenida para a enxurrada cair no Córrego Revellion, dentro do Parque das Nações indígenas, antes de chegar ao Sóter e ao Prosa, na região do shopping.  A intervenção vai evitar o assoreamento e o transbordamento do lago do Parque da Nações (que pressiona o Prosa). Está programada a instalação de uma comporta automática para regular o nível do lago.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas