MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
21/11/2017
06 de junho de 2017 às 08h11 | Geral

Preservação ambiental começa pelo saneamento, onde Governo já investiu 783 milhões

Investimentos já beneficiaram mais de 1,5 milhão de sul-mato-grossenses

Por: GOVMS
Divulgação

Os investimentos do Governo do Estado em saneamento para Mato Grosso do Sul já somam R$ 783 milhões de reais e têm beneficiado 1,5 milhão de sul-mato-grossenses. Apesar de, na maioria dos casos não ficarem visíveis, estão entre as principais obras estruturais para garantia da preservação do meio ambiente e melhoria da qualidade de vida da população.

São mais de 160 obras realizadas pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) por meio da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul), nos últimos dois anos e meio. Entre elas, estão a construção de 40 novos poços e mais 58 reservatórios de água. Também foi ampliada a rede de distribuição de água em 744 quilômetros.

Atualmente, 9,5 bilhões de litros de água são tratados por mês nos 68 municípios do Estado atendidos pela Sanesul. A rede de esgoto também foi estendida, com a construção de dois mil quilômetros de novas redes coletoras, além de 108.730 novas ligações nas residências.

Para o governador Reinaldo Azambuja, os benefícios dos investimentos nesse setor são revertidos diretamente para as pessoas. “Existe um estudo para levar 100% de rede coletora para todos os municípios onde a Sanesul opera, pois levar saneamento é levar qualidade de vida à população”, enfatizou.

O diretor-presidente da Sanesul, Luiz Rocha, destaca que os trabalhos da empresa de saneamento estão sempre de acordo com as normas ambientais. “Desde a elaboração de projetos até a execução de obras realizadas pela Sanesul, uma das diretrizes fundamentais é o respeito pelo Meio Ambiente”, disse ele.

Nesta semana do Meio Ambiente, a Sanesul iniciou uma série de atividades que envolve teatro, palestras, blitz educativa e distribuição de material para conscientizar as pessoas sobre a importância da preservação ambiental. As ações estão sendo realizadas em diversos municípios de MS.

A Sanesul iniciou uma série de atividades que envolve teatro, palestras, blitz educativa e distribuição de material.

Começaram a ser distribuídos também nas escolas estaduais do interior do Estado 10 mil lápis de reflorestamento, contendo um compartimento com sementes da árvore ‘Figueira Branca’. Ao terminar de usar o lápis, quando este não puder mais ser apontado, o estudante poderá plantar as sementes. Basta coloca-las cerca de dois centímetros abaixo da superfície e cuidar com água e exposição adequada ao sol. A árvore é uma espécie de grande porte e rápido crescimento, podendo atingir 30 metros de altura.

Qualidade de vida

As obras de saneamento ajudam a manter a população saudável, pois impedem a contaminação do solo e evitam a transmissão de doenças como hepatite A, febre amarela, cólera e malária. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), em todo o mundo 2,5 bilhões de pessoas não têm acesso a saneamento básico – que envolve desde o acesso à água potável até o tratamento e destinação correta do esgotamento sanitário para que não seja despejado no meio ambiente. Ainda conforme a OMS, a cada R$ 1 investido em saneamento, economiza-se R$ 4 em Saúde.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas