MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
28/04/2017
16 de março de 2017 às 13h22 | Política

Projeto de Lei prevê proibição de celular em UTIs neonatais

Proposta é do deputado Marcio Fernandes

Por: ALMS
ALMS

Inúmeras pesquisas já comprovaram que aparelhos celulares agem como veículos de transferência de bactérias com potencial patógeno. Diante deste fato, o deputado estadual Marcio Fernandes (PMDB) apresentou nesta quinta-feira (16/3), Projeto de Lei que proíbe a utilização de celulares em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) neonatais no âmbito do Estado de Mato Grosso do Sul. 

De acordo com a proposição, em caso de necessidade, acompanhantes, visitantes e funcionários das unidades de saúde poderão usar o aparelho fora da UTI e, ao retornarem, deverão realizar os procedimentos de higiene exigidos.

Com o propósito de conscientização, os órgãos de saúde poderão desenvolver campanhas informativas. O projeto prevê advertência e multa nos casos de descumprimento das normas. “Segundo pesquisa realizada no Brasil, um celular tem tanta bactéria quanto uma sola de sapato. Portanto, o aparelho contamina mãos, orelhas, boca e por onde mais passar. As bactérias são as principais causas de infecções e os bebês não possuem o sistema imune maduro para lidar com esses agentes etiológicos, correndo, inclusive, risco de morte”, destacou Marcio.

 

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas