MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
22/09/2017
12 de julho de 2016 às 11h42 | Política

PSB fala na prática da boa política em evento de apoio à candidata do PSDB para prefeitura da Capital

A proximidade que Rose tem com o governo do Estado será um facilitador para administrar a Capital

Por: Assessoria

Com a casa repleta de integrantes dos dois partidos o PSB e o PSDB deram o primeiro passo da união em prol da pré-candidatura da vice-governadora de Mato Grosso do Sul, Rose Modesto. O Partido Socialista Brasileiro decidiu, depois de muito dialogar com suas executivas, conceder apoio a Rose na busca do cargo de prefeita da Capital.

“Conversamos com todo o partido e tomamos a decisão de vir com a professora Rose. Ela tem experiência por ter sido vereadora, conhece de perto a realidade dos bairros de Campo Grande e os problemas enfrentados pela cidade”, disse a deputada federal e presidente estadual do PSB-MS, Tereza Cristina, durante evento do PSB de apoio ao PSDB, nesta segunda-feira (11) em Campo Grande.

A campanha será diferente, na opinião de Tereza. Priorizando propostas e a prestação de contas com o emprego do dinheiro público. “Será uma campanha feita nas ruas, pedindo o voto, escutando a população e será preciso andar muito. Desta forma os candidatos vão poder colocar suas propostas e mostrar a boa política. Hoje o povo não aceita quem desconhece a cidade e entra na disputa visando projetos pessoais. Temos uma população que está de olho nos políticos e é a eles que temos que prestar contas”, comentou.

Na avaliação de Tereza a proximidade que Rose tem com o governo do Estado será um facilitador para administrar a Capital. “Ela tem um canal de comunicação aberto com o governador Reinaldo que muito poderá fazer por nossa cidade”, salientou.

Outro a adotar o discurso da boa política foi o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Ele acredita que o modo da população enxergar a política atualmente é diferente. “Governar é ter responsabilidade para com quem se governa e por isso estamos oferecendo o nome da Rose. Ela é comprometida e vai desenvolver um bom trabalho para esta cidade. Essa união com o PSB confirma uma aliança de valor com os princípios da boa política. Tenho certeza que o partido escolheu a melhor proposta, o melhor projeto para apoiar e que proporcionará a Campo Grande a volta do desenvolvimento e da oportunidade”, considerou Reinaldo.

A pré-candidata do PSDB, Rose Modesto, disse que o PSB vai somar ao projeto que seu partido tem desenhado para a Capital, uma plataforma de quem acredita que é preciso mudar, e mudar de verdade. “Os partidos que têm se unido a nós tem vindo com uma única exigência: a construção de uma cidade melhor. Para isso estamos trabalhando em um plano de governo para Campo Grande pautado na essência da boa política e de um governo transparente. Fazer essa boa política não é difícil, depende da equipe que se governa e da escolha de um grupo como o do PSB, com homens e mulheres de bem que querem construir uma nova cidade. A política é um instrumento de transformação, mas precisa estar nas mãos da pessoas certas”, avaliou Rose.

O vereador Carlão, único a ocupar atualmente uma cadeira pelo PSB na Câmara Municipal de Campo Grande lembrou a intensão do partido nessa jornada. “Estamos firmes e vamos trabalhar para fazer uma bancada com mais representatividade na Casa. Queremos eleger no mínimo três vereadores do nosso partido nessa próxima eleição”, enfatizou.

O secretário de Justiça e Segurança Pública e deputado estadual licenciado pelo PSB, José Carlos Barbosa, explicou a decisão do partido em apoiar o PSDB. “Temos responsabilidade com Campo Grande. Não tomamos uma decisão precipitada, foi pensada, ponderada, analisada e entre os nomes que nos foram colocados à disposição para apoiar, o da Rose é o que melhor representa uma transformação para Campo Grande. Além disso, ela tem um canal aberto com o Governo do Estado e agora possui o apoio da bancada federal com a deputada Tereza Cristina”, detalhou.

Falando em nome dos filiados do partido o presidente da Cassems, Ricardo Ayache, reforçou a responsabilidade que Rose terá a frente da administração municipal. “Você terá que resgatar a credibilidade das pessoas na política e nos políticos. Não podemos usar este instrumento para perpetuação de grupos. Precisamos transformar Campo Grande em uma cidade que a população precisa, que gere empregos, tenha saúde, segurança, educação, qualidade de vida e que seja tecnológica. Enfim, uma cidade acolhedora, desenvolvida e moderna”, pontuou Ayache.

 

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas