MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
28/04/2017
03 de março de 2017 às 14h29 | Economia

Recuperações judiciais caem 25,8% em um ano, revela Serasa Experian

As micro e pequenas empresas seguem liderando os requerimentos em 2017

Por: Da Redação

Queda foi registrada em fevereiro de 2017 em relação a fevereiro de 2016. Na comparação com o mês anterior, janeiro de 2017, houve aumento de 40,2% nos pedidos.  As micro e pequenas empresas seguem liderando os requerimentos em 2017, com 113 pedidos entre janeiro e fevereiro

São Paulo, 3 de março de 2017 – Em fevereiro de 2017, o número de recuperações judiciais requeridas teve queda de 25,8% em relação ao registrado um ano antes, em fevereiro de 2016. Foram 115 pedidos contra 155 no mesmo mês do ano anterior. Os dados são do Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações. Já em relação à janeiro de 2017 (quando o número de recuperações requeridas foi 82) houve aumento de 40,2% nos requerimentos.

No acumulado do ano (janeiro e fevereiro/2017) foram 197 solicitações de recuperação judicial, 21,5% menor do que o apurado entre janeiro e fevereiro de 2016, quando o indicador identificou 251 pedidos.  A maioria das requisições de recuperação nesse período foi realizada por micro e pequenas empresas (113), enquanto as médias empresas somaram 48 requerimentos e as grandes companhias, 36.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, a queda nos pedidos de recuperações judiciais neste primeiro bimestre pode estar relacionada com a atual tendência de redução mais acelerada das taxas de juros, impactando favoravelmente os processos de renegociação voluntária das dívidas corporativas, o que acaba evitando que mais empresas tenham de recorrer à justiça para fazê-los.

Falências

Entre janeiro e fevereiro de 2017 foram requeridas 233 pedidos de falências no país, mesmo número apurado em janeiro e fevereiro de 2016. Do total de requerimentos de falência efetuados em janeiro e fevereiro de 2017, 127 foram de micro e pequenas empresas (no mesmo período de 2016 haviam sido 123 no segmento); 53 foram de médias empresas (57 entre janeiro e fevereiro de 2016) e 53 pedidos de grandes empresas (mesmo número para os meses correspondentes em 2016).

Em fevereiro de 2017, ocorreram 141 pedidos de falência requerida, aumento de 53,3% em relação a janeiro (92) e de 6,8% em relação a fevereiro de 2016 (132). As micro e pequenas empresas foram responsáveis pelo maior número de pedidos de falência em fevereiro/2017: 74. Em seguida, as médias, com 35, e grandes, com 32.

Ainda segundo o indicador, em janeiro e fevereiro/2017 foram decretados 92 pedidos de falências, número 8,2% superior ao apurado no período do ano anterior, quando ocorreram 85 solicitações. Em fevereiro de 2017 foram decretados 70 pedidos, aumento de 218,2% em relação a janeiro/2017, que apresentou 22 pedidos.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas