MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
19/04/2018
11 de abril de 2018 às 10h57 | Saúde

Reforço no estoque de seringas de insulina garante atendimento a pacientes diabéticos

São insumos fundamentais para a manutenção da qualidade de vida dos pacientes

Por: PMCG
Divulgação/PMCG

Os portadores de diabetes mellitus que estão cadastrados no Programa Municipal de Prevenção e Controle de Pacientes com a doença e que são dependentes de insulina recebem os frascos dos hormônios reguladores de glicemia e das seringas aplicadores para estabilizar a glicose no organismo. Portanto, manter abastecida a Rede Municipal de Saúde com estes insumos é fundamental para a manutenção da qualidade de vida dos pacientes.

Nesta terça-feira (10), a Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) de Campo Grande recebeu 1.115.998 seringas de insulina, totalizando um investimento de aproximadamente R$ 413 mil, voltado para a saúde do paciente que utiliza este insumo. É um reforço para a manutenção do Programa por mais 10 meses.

O secretário de Saúde, Marcelo Luiz Brandão Vilela, explica que “com planejamento e muito trabalho estamos garantindo o abastecimento destes insumos aos pacientes insulinodependentes, promovendo para eles uma melhora na qualidade de vida”.

Todo paciente em insulinoterapia pode receber uma seringa por dia, até o máximo de 30 unidades mensais, desde que apresentem receita médica em conformidade com as resoluções da SESAU. Eventualmente, os portadores de diabetes que estejam em insulinoterapia com insulinas NPH e Regular e que fizerem uso de mais de uma seringa por dia podem receber, no máximo, 60 (sessenta) unidades mensais. Todos os meses são dispensadas 180 mil seringas a aproximadamente 5 mil pacientes.

Apesar de serem descartáveis, as seringas com agulhas acopladas podem ser reutilizadas pela mesma pessoa, desde que a agulha e a capa protetora não tenham sido contaminadas. O número de reutilizações é variável, de acordo com o fabricante, mas deve ser trocada quando a agulha começar a causar desconforto durante a aplicação (considera-se adequada a reutilização por até oito aplicações, sempre pela mesma pessoa). Estas orientações são do Ministério da Saúde nas “Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: diabetes mellitus”.

O estoque das insulinas NPH e Regular, fornecidas pelo Ministério da Saúde, também está normalizado, atendendo os pacientes que necessitam do controle glicêmico para manter a boa saúde e a qualidade de vida.

 

 

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas