MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
11/12/2017
24 de novembro de 2017 às 12h34 | Geral

Reinaldo autoriza licitação de hospital que vai atender 800 mil habitantes

A unidade vai atender 34 municípios da região

Por: Da Redação

O governador Reinaldo Azambuja autorizou hoje (24) a licitação para construção do Hospital Regional de Dourados, que vai atender pacientes de 34 municípios da região, onde vivem pelo menos 800 mil pessoas. Também será construído em anexo ao hospital, na margem da BR-463, um centro de diagnóstico médico.

Ao oficializar o processo licitatório, segundo ele já publicado no Diário Oficial do Estado, o governador anunciou que R$ 59 milhões estão garantidos para as duas primeiras etapas do hospital, que terá 220 leitos, 40 UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) e seis centros cirúrgicos.

“Agora vem o trâmite burocrático da licitação e a gente sempre espera que não tem briga [entre empresas concorrentes]. No poder público as soluções sempre demoram um pouco e o mais importante é que já tem o recurso garantido”, afirmou o governador.

Segundo ele, R$ 15 milhões foram garantidos em emendas do deputado federal Geraldo Resende (PSDB), R$ 4,9 milhões são de uma emenda antiga do ex-deputado federal Marçal Filho (PSDB), R$ 7,6 milhões de emenda do senador Waldemir Moka (PMDB), R$ 7,7 milhões do deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT), R$ 6,1 milhões garantidos para o centro de diagnóstico médico e R$ 21 milhões em recursos estaduais.

A construção do Hospital Regional de Dourados se arrasta desde 2013, quando foi lançada pelo ex-governador André Puccinelli (PMDB) após a o terreno de cinco mil metros quadrados ser doado pelo empresário Adão Parizotto.

André chegou a iniciar a obra e 2014, mas assim que assumiu o governo, em janeiro de 2015, Reinaldo paralisou a construção e afirmou que o antecessor tinha cancelado a ordem de empenho do dinheiro para a primeira etapa.

O muro estava sendo levantado quando ocorreu a paralisação e continua do mesmo jeito há quase três anos. Reinaldo afirma que o projeto do hospital foi refeito para ser aprovado pelo Ministério da Saúde. A previsão é que a licitação seja concluída em no máximo 90 dias.

Recapeamento

No ato, Reinaldo também assinou a ordem de serviço oficializando o início do recapeamento das avenidas Marcelino Pires, Joaquim Teixeira Alves e Weimar Gonçalves Torres. Desde cedo as vias estão interditadas pelas máquinas, que já iniciaram o serviço. Segundo o governador, são R$ 22 milhões do Fundersul destinados para o recapeamento das avenidas centrais.

Ele recebeu da prefeita Délia Razuk o pedido para recapear também as 57 ruas transversais e o projeto de alargamento e recapeamento da Avenida Hayel Bon Faker. Reinaldo garantiu que o Estado vai liberar R$ 13 milhões para concluir o recapeamento dessa via e para o estreitamento do canteiro central no trecho até o Trevo da Bandeira, na rotatória com as BRs 463 e 163.

Ainda em Dourados, Reinaldo entregou 10 viaturas para a Polícia Miliar, sete para o DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e uma para a Defron. Também entregou 80 coletes à prova de bala para a Polícia Civil e EPIs (Equipamentos de Proteção Individuais) para o Corpo de Bombeiros em Ponta Porã, Caarapó, Amambai, Dourados, Fátima do Sul e Maracaju.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas