MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
12/12/2017
14 de fevereiro de 2017 às 11h58 | Geral

Requalificação de vias garantirá mais agilidade no transporte público na Capital

O sistema de transporte coletivo de passageiros proporciona mobilidade urbana rápida

Por: Assessoria
Ilustração/PMCG

A obra de requalificação das quatro vias do Corredor Sudoeste não terá apenas a execução do recapeamento asfaltico. Para garantir o deslocamento mais rápido dos ônibus nestas vias, a Prefeitura de Campo Grande implantará o sistema de sincronização de semáforo conforme o BRT (Bus Rapid Transit), ou Transporte Rápido por Ônibus.

O sistema de transporte coletivo de passageiros proporciona mobilidade urbana rápida, confortável, segura e eficiente, por meio de infraestrutura segregada, com prioridade de deslocamento; operação rápida e frequente; excelência em marketing e serviço ao usuário.

Para que os ônibus possam circular com maior fluidez e segurança pelo corredor, haverá investimento em um sistema de semaforização, onde serão investidos R$ 2 milhões na Avenida  Bandeirantes; R$ 1,6 milhão na Gunter Hans; R$ 902 mil  na Brilhante e R$ 214 mil na Guia Lopes.

O prefeito Marquinhos Trad destaca a importância do projeto ao criar corredores de transporte coletivo exclusivos, com características de um sistema de BRT, com vias, estações, veículos, estrutura das linhas e sistema de trafego inteligente.

“O projeto prevê uma urbanização ampla. Além das vias, serão colocados abrigos, estações, calçadas, iluminação, ciclovias, acessibilidade e o mais importante: a sinalização especial para aumentar a velocidade média dos ônibus e dar mais conforto para os usuários”, comenta o prefeito.

O secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep), Rudi Fiorese, detalha que a pavimentação será reforçada e especial e que os usuários ganharão plataformas de embarque e desembarque mais confortáveis. “Não será um ponto de ônibus comum. A plataforma terá cobertura e todo conforto para os usuários do transporte coletivo”, declarou.

Outra preocupação com o corredor do transporte coletivo será a iluminação. Lâmpadas de Led serão colocadas em toda a extensão das vias por onde forem feitos os serviços de requalificação. Essas lâmpadas ficarão acima das árvores para uma melhor iluminação das pistas de rolagem.

O diretor-presidente da Agência Municipal de Transportes e Trânsito (Agetran), Janine de Lima Bruno, ficará responsável pela implantação do sistema de sinalização vertical e horizontal. “Com este trabalho vamos aumentar a velocidade média do transporte coletivo. Desta forma, os usuários dos ônibus chegarão mais rápido ao seu destino”, avaliou.

BRT

O sistema BRT não propõe apenas uma mudança na frota ou na infraestrutura do transporte público coletivo, mas um conjunto de mudanças, que juntas, formam um novo conceito de mobilidade urbana. A implementação de sistemas de trânsito de alto desempenho, eficientes e ecologicamente sustentáveis, consta mundialmente na agenda política de planejadores urbanos e ambientais.

Nesse sistema deve ser realizada a substituição permanente do trânsito individual por um atrativo transporte coletivo, promovendo a segurança e a proteção para os seus passageiros, redução de CO², bem como a diminuição de congestionamentos. Para isso, não há nada mais adequado do que soluções BRT, realizáveis a médio e longo prazo, com investimento moderado. São conceitos que se integram homogeneamente nas estruturas urbanas, em tempo hábil, como solução plena ou também por etapas.

 

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas