MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
20/11/2018
11 de dezembro de 2017 às 10h37 | Cultura

Secretaria de Cultura de MS reabre edital que destina R$ 300 mil para a produção de filmes

Edital foi reaberto em razão do certame não ter alcançado o número mínimo de inscritos

Por: G1

O edital da secretaria estadual de Cultura e Cidadania (SECC), de agosto deste ano, que destina R$ 300 mil para a produção de filmes em Mato Grosso do Sul foi reaberto nesta segunda-feira (11), em razão do certame não ter alcançado o número mínimo de inscritos.

Inicialmente, o edital previa que as inscrições deveriam ser feitas até 13 de outubro e que nesta quarta-feira (13 de dezembro) já seriam divulgadas as propostas vencedoras. Com a reabertura, o período para o encaminhamento de projetos poderá ser feito entre esta segunda-feira e o dia 18 de janeiro de 2018 e em 15 de março serão conhecidos os três selecionados. Para conferir a íntegra do edital clique aqui!

De acordo com o edital, poderão ser financiados três telefilmes de baixo orçamento, com duração de 26 ou 52 minutos. O certame prevê m repasse de R$ 100 mil para cada obra selecionada. Os recursos vão vir da pasta e do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) da Agência Nacional de Cinema (Ancine).

Entre as obras que poderão ser produzidas estão desde documentários até peças de ficção, incluindo animação, desde que busquem o reconhecimento artístico e estimulem o desenvolvimento no processo de formação de criadores residentes no estado, o empreendedorismo, a inovação e a potencialização da cadeia audiovisual sul-mato-grossense.

Entretanto, não poderão fazer parte da produção: conteúdos religiosos, políticos, manifestações e eventos esportivos, concursos, publicidade, televendas, infomerciais, jogos eletrônicos, propaganda política, conteúdo audiovisual veiculado em horário eleitoral gratuito e conteúdos jornalísticos e programas de auditório ancorados por apresentador.

As obras deverão ser produzidas no formato de telefilme, ou seja, serão materiais elaborados para terem veiculação na televisão, obedecendo às convenções e narrativas audiovisuais de linguagem cinematográfica. Também deverão conter “legendagem descritiva, livras e audiodescrição”, gravados em canais dedicados de dados, vídeo e áudio, respectivamente, e que permitam o seu acionamento e desligamento.

Poderão apresentar propostas, empresas produtoras brasileiras independentes, com registro regular e classificadas na Ancine como agentes econômicos. Os proponentes deverão comprovar ainda, no mínimo, um ano de trabalho na área do audiovisual não publicitário. Não estão aptos a disputar o concurso: microempreendedores individuais, pessoas físicas e associações com fins não comerciais.

O edital determina que as propostas selecionadas deverão empregar na produção 70% dos componentes de sua ficha técnica, incluindo o diretor, profissionais residentes e que atuem em Mato Grosso do Sul. O prazo para conclusão dos trabalhos será de 12 meses a partir da data de liberação dos recursos para os projetos.

Os interessados deverão encaminhar os projetos conforme modelo previsto no edital e outros documentos a superintendência de Cultura da SECC/MS, na avenida Fernando Correa da Costa, 559, no centro de Campo Grande.

A escolha dos três projetos que serão financiados será feita por uma Comissão de Avaliação e Seleção que é formado por profissionais especializados na área, com saber público e notório, contratados pela secretaria.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas