MSRepórter - Notícias de Campo Grande-MS
11/12/2017
19 de maio de 2016 às 09h24 | Saúde

Secretaria de Saúde reforça capacitação técnica em municípios e descarta surto de H1N1

O governo está monitorando e enviando equipes técnicas aos locais de notificação e registro de óbito

Por: NotíciasMS
Divulgação/NotíciasMS

O secretário de estado de saúde de Mato Grosso do Sul, Nelson Tavares reforçou ontem (18) as medidas de ação e prevenção ao vírus Influenza A H1N1 após os últimos registros de óbitos da doença no estado. De acordo com o secretário, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) já está monitorando e enviando equipes técnicas aos locais de notificação e registro de óbito. O objetivo das visitas, que já fazem parte do cronograma da SES, é auxiliar e verificar junto ao município se está ocorrendo alguma falha nas orientações do protocolo de ação determinado pelo Ministério da Saúde.

“Estamos preocupados com os casos que estamos notificando e também com os óbitos, porém isso não determina um cenário de surto ou de pânico para a população. Por isso estamos encaminhando equipes para municípios como Naviraí, para capacitar e verificar se está ocorrendo alguma dificuldade na aplicação dos protocolos do Ministério da Saúde”, disse o secretário.

Segundo o secretário qualquer medida referente a interrupção de atividades, será realizada mediante um diagnóstico técnico através das equipes de saúde em visita aos municípios. Somente após esta análise, será verificada junto aos órgãos competentes a necessidade de interrupção de atividades em instituições públicas ou escolas (junto à Secretaria de Estado de Educação)

“É primordial que a população em todos os municípios adote os cuidados essenciais para se evitar a infecção pelo vírus. São medidas como: lavar as mãos, evitar locais fechados, utilização de álcool em gel, tapar a boca ao espirrar ou tossir. Cada município tem a prerrogativa de adotar a melhor medida de prevenção, mas inicialmente vamos aguardar a avaliação das visitas técnicas, para darmos o próximo passo. Com o diagnóstico técnico poderemos verificar se há ou não a necessidade de medidas como interrupção de atividades em algumas instituições. Não há uma situação de pânico, mas as pessoas devem se cuidar. No momento estamos reforçando junto à população estas medidas básicas, mesmo com o atual cenário dentro do controle da Secretaria de Saúde”, reforçou o secretário.

Nesta quinta-feira (18) o município de Naviraí receberá as visitas de técnicos da Secretaria de Saúde onde serão realizadas oficinas para os profissionais de saúde dos hospitais e unidades básicas de saúde. Na sexta-feira (19), o município de Sidrolândia também receberá as capacitações técnicas da SES.

A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul vem abastecendo as unidades de saúde com o medicamento Tamiflu, para o tratamento da doença e reforça para que as pessoas que se encaixam no público-alvo da vacinação (pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade) procurem uma unidade de saúde para se vacinar. Além das medidas básicas de prevenção, aos primeiros sintomas como febre alta, tosse e dificuldade respiratória, o paciente deve ser encaminhado imediatamente a uma unidade de saúde.

Comente esta Noticia
Notícias Relacionadas